Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Presidente da Indonésia nega apelo de Dilma Rousseff por brasileiros condenados

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Joko Widodo disse que não poderia substituir a sentença de Marco Archer porque os trâmites jurídicos foram seguidos conforme a lei indonésia


Na manhã desta sexta-feira (16), Dilma Rousseff falou, por telefone, com presidente da Indonésia, Joko Widodo, para fazer um apelo pessoal em favor dos cidadãos brasileiros Marco Archer Cardoso Moreira e Rodrigo Muxfeldt Gularte, condenados à morte pela Justiça da Indonésia e na iminência de serem executados.

Segundo informações da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), durante a conversa, a presidente ressaltou ter consciência da gravidade dos crimes cometidos pelos brasileiros, além de respeitar a soberania da Indonésia e o seu sistema judiciário, mas como chefe de Estado e como mãe, ‘fazia esse apelo por razões eminentemente humanitárias’.

Dilma recordou que o ordenamento jurídico brasileiro não comporta a pena de morte e que o enfático apelo expressa o sentimento da sociedade brasileira.

Em contrapartida, Widodo disse compreender a preocupação da presidente com os dois brasileiros, mas ressalvou que não poderia substituir a sentença de Marco Archer, pois todos os trâmites jurídicos foram seguidos conforme a lei indonésia e aos brasileiros foi garantido o devido processo legal.

Dilma reiterou que lamenta a decisão de levar adiante a execução do brasileiro Marcos Archer, que vai gerar comoção no Brasil e terá repercussão negativa para a relação bilateral.

Filho de família tradicional de Manaus, Marcos Archer será executado no domingo após dez anos preso. O brasileiro foi condenado em 2004, após tentar, um ano antes, entrar no país com 13,4 kg de cocaína escondidos em tubos de uma asa-delta.

Siga-nos no Twitter e no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015