Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

OSCAR JUNHOR - "Fuja das drogas"

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A droga não escolhe classe social, nível cultural, poder aquisitivo, etc. Segundo relatório de pesquisas recentes os jovens são os mais propícios a experimentar e torna-se usuários de drogas, na maioria dos casos os primeiros passos para entrar no mundo das drogas são: a curiosidade, a influência de amigos , a tentativa de reduzir sensações desagradáveis de: rejeição, tensão, ansiedade, solidão, tristeza, sensação de impotência, desejo de fuga principalmente por não possuir maturidade para enfrentar problemas, coragem (para tomar uma atitude que sem o uso de tais substâncias não tomaria), excitação de estar fazendo algo ilegal, aceitação do grupo, sensação de radicalizar, expressão de hostilidade, independência em relação aos pais ou superiores, etc.

Geralmente o usuário se engana em pensar que possui o controle total da situação, dizendo que se usa a quantidade controlada, que para quando quiser, mas na maioria das vezes não é bem assim, pois, quando menos se espera já estar totalmente dominado e logo passa a apresentar as características de dependências físicas influenciadas pelas drogas, deixando a pessoa com sensações que variam de euforia e depressão e que consiste na necessidade de usar constantemente, o que paulatinamente crescer a quantidade das doses e fica incontrolável e impossibilitada a suspensão brusca das drogas. A dependência física é o resultado da adaptação do organismo, independente da vontade do indivíduo, a prioridade passa a ser a droga perdendo o interesse pela família, trabalho e etc. A dependência Psicológica, o indivíduo sente um impulso irrefreável, e procura a droga como ultima saída para a sua existência e passa a sentir a necessidade e o desejo de tomar outra dose ou de se aplicar, que se não satisfeita leva o a um profundo estado de angústia , tristeza e depressão, onde dificilmente outra coisa o satisfaz. Atingir certo nível dessa dependência, podem reproduzir conseqüências completamente devastadoras: rouba-se, mata-se, destrói-se a si mesmo, o vicio passa a controlar todos os passos mesmo que se vá de encontro com tudo e todos, na maioria dos casos passa a se cometer pequenos delitos para satisfazer o vício sem percebe-se adentra-se em crimes violentos e assassinatos.

A droga pode ser um caminho sem volta, pessoas más intencionadas podem iludir dizendo-se amigos, mas que na verdade não é nada disso, eles podem induzir a experimentar e até mesmo patrocinar as primeiras doses, logo procurarão explorar de todas as formas e em seguida desprezar completamente suas vitimas.
Droga não é solução é o aumento do problema e estar contribuindo e financiado o desenvolvimento da criminalidade da violência.
Nem sempre os pais têm separado um tempo para conversar com seus filhos para orientá-los como defenderem-se dos problemas que surgem.

Procure participar de projetos sociais, praticar esportes , procurar uma religião independente de qual seja, procurar sonhar e buscar esse sonho, você estará ajudando a si mesmo, acredite você é muito importante e nós precisamos de seu sorriso.

Fuja da influência de amigos; aprenda sobre os males que a s drogas podem causar; sobretudo, nunca experimente. Fuja de pretexto de comemorações, festas, não se comprometa com o vício; um pouquinho pode ser veneno letal que mesmo em pequenas doses pode ser fatal; se está feliz, fique feliz lúcido; Se está sofrendo, enfrente a dor porque você nasceu para vencer esse problema que você estar passando veio pra te mostrar que você vai supera-lo, pois você é o que sua mente pensa em ser, portanto pense positivo.
Dependência de drogas, acima de tudo, é uma doença. Como toda doença, deve ser tratada, devem se procurar profissionais especializados, a família por sua vez tem que entender que em determinados casos não depende mais da vontade do dependente. É importante que se aceite que se reconheça, mas que acredite que existe uma saída, que após a escuridão de uma noite sempre o sol estará a brilhar ao amanhecer, que o Grande Deus te ilumine.

POR OSCAR JUNHOR

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015