Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Esporte

Com desfalques e turbulências, Flamengo joga contra Palestino na Ilha do Urubu

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Mais que a classificação, o Flamengo busca contra o Palestino, reencontrar a paz, o bom futebol em meio a uma semana turbulenta e exorcizar os fantasmas do mata-mata

O Flamengo tem um jogo decisivo nesta quarta-feira (9), às 20h45 (de Manaus) contra o Palestino, na Ilha do Urubu, válido pelo jogo da volta nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Mas além do adversário chileno, o Flamengo também precisa superar os seus demônios dentro e fora de campo para seguir vivo no torneio continental e evitar outra eliminação precoce em competições internacionais. Nem a vitória por 5 a 2 no jogo da ida parece servir de alento para os rubro-negros.

Sem técnico desde o último domingo, o time será comandado interinamente por Jayme de Almeida. Enquanto isso, a diretoria procura um substituto para Zé Ricardo. Dentro de campo, mais ausências. Diego e Réver, com desgaste físico, serão poupados. Guerrero sentiu a coxa contra o Santos na semana passada e também fica de fora. Rodinei e Mancuello com problemas no tornozelo esquerdo também estão fora. No gol, Diego Alves só poderá atuar pelo time na competição, caso o Flamengo se classifique.

Com tantos desfalques, o plantel tenta se concentrar em vencer e convencer, algo que não vem acontecendo há algum tempo com o time da Gávea. “Temos que jogar com total atenção para não ter problema no jogo. Queremos sair classificados e jogando bem, precisamos dar uma prova para nós e para o torcedor que está chateado tanto quanto a gente. Temos que vencer para levantar o moral e ajudar até o fim do ano”, disse o meia Everton Ribeiro em entrevista coletiva no Ninho do Urubu.

O jogador, que deve fazer dupla com Geuvânio, também reforçou que o time deve entrar com os pés no chão para evitar surpresas desagradáveis. “Ele (Jaime de Almeida) pediu organização para atacar, defender e ter alegria para jogar solto. Tendo atenção nesse jogo perigoso, sem cair na armadilha de achar que está ganho”.

A atenção tem justificativa já que mesmo nos jogos que o Flamengo tinha vantagem no placar construída, acabou permitindo que vantagens fossem revertidas. Um exemplo vem do próprio Palestino, algoz do Fla na Sul-Americana do ano passado. Após vencer no Chile por 1 a 0, foi derrotado em Cariacica por 2 a 1. Em 2017, o Flamengo construiu uma vantagem maior fora de casa ao vencer por 5 a 2. Mas na Libertadores de 2008, a vantagem de 4 a 2 sobre o América do México não impediu que o time mexicano vencesse por 3 a 0 em pleno Maracanã, eliminando o time carioca.

Ficha Técnica

Flamengo: Alex Muralha, Pará, Rhodolfo, Juan e Renê; Márcio Araújo, Arão, Éverton Ribeiro; Everton, Geuvânio e Felipe Vizeu. Técnico: Jayme de Almeida

Palestino: Darío Melo, Sebastián Toro,  González, R Tapia e  Fernández; Diego Rosende, Arario,  Pino e Roberto Cereceda;  Rojas e  Gutiérrez. Técnico: Germán Cavalieri

Estádio: Ilha do Urubu, Rio de Janeiro

Motivo: Sul-Americana 

Árbitro:  Andrés Rojas (COL)

Horário: 20h45 (de Manaus)

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015