Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Homem é assassinado em emboscada, no Piquiá

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
joão
Foto: Polícia Civil

João Nunes Braga, 48 anos, que cumpria pena no regime semiaberto, em Boca do Acre, foi assassinado à queima roupa, por um grupo de homens em uma moto, com um carro dando apoio. João havia acabado de deixar a delegacia, onde passava as noites. Depois que saiu da delegacia, por volta das 6:15 da manhã, enquanto dirigia pela Avenida 18, em frente à escola GM 3, no Platô do Piquiá, foi abordado pelos assassinos, que dispararam vários tiros.

A vítima atingida pelos disparos perdeu o controle do veículo, que por sua vez colidiu com uma árvore que estava no canteiro que divide a avenida e atravessou a pista. Não se dando por satisfeito, o bando se aproximou do carro e disparou mais tiros, como forma de se certificar de que a ação foi exitosa.

João Braga cumpria pena por um crime cometido no ano de 2010, em frente ao posto Francisca Amélia, no bairro Praia do Gado, em Boca do Acre. Na época, o vídeo feito do homicídio cometido por João, denotava os requintes de crueldades. Pesava também sobre João, o fato de ele já ter sido condenado outras vezes por ações da mesma natureza, cometidas no estado do Acre.

joão
Foto: Polícia Civil


O investigador de Polícia Civil, Luciano Sena, acredita em mais uma morte por rivalidade de facções do Acre. Segundo Sena, João Braga integrava uma agremiação criminosa sediada em Rio Branco.

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015