Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Purus

Acre conquista mais de 60 medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Os estudantes do Acre apresentaram um bom desempenho na segunda e última fase da 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Só no bronze os acreanos conquistaram 60 medalhas, além de 4 na prata e 110 de Menção Honrosa.

Os medalhistas são de escolas de todas as regionais do estado, do Alto Acre ao Juruá. De escolas da capital, com medalha de prata os premiados foram Júlia Nobre da Escola Neutel Maia, Luis Peixoto e Vicente Cabral, ambos da Rodrigues Leite e também Cristopher Freitas do Barão do Rio Branco.

O estudante Luis Felipe explica que ficou surpreso com o resultado, “porque não acreditava que em meio a tantos competidores conseguiria conquistar uma medalha de prata”. Ele conta ainda que esta é sua segunda participação, já havia ganhando um bronze na competição anterior.

Além dos estudantes, 17 professores do estado também serão premiados com diplomas, materiais de apoio e participação em encontros nacionais de docentes. Juntam-se ao grupo de vencedores 22 escolas estaduais, que irão receber troféus e material didático.

As secretarias de Educação dos Municípios de Marechal Thaumaturgo e Sena Madureira também serão contempladas com troféus. As instituições são premiadas de acordo com o desempenho dos estudantes dessas localidades.

“A premiação dos nossos estudantes nos enche de orgulho, demonstra que de um lado nós estamos na escola desenvolvendo atividades que são mais desafiadoras e permitem que o aluno aprenda mais. Por outro lado, estamos oportunizado que no Instituto de Matemática [Instituto de Matemática, Ciências e Filosofia (IMCF)], por exemplo, nossos alunos aprendam outras dimensões desta ciência e de como ela se aplica na escola e na vida”, avalia o secretário estadual de Educação do Acre, Marco Brandão.

O coordenador do IMCF, Eliomar Amorim, lembrou que na edição do ano passado os estudantes acreanos já haviam conquistado outras 60 medalhas de bronze e que os resultados são reflexo do esforço dos alunos aliado ao trabalho da instituição.

“Procuramos sempre estabelecer parcerias com as escolas proporcionando aos nossos estudantes novos desafios no campo da matemática”, pontua. O Instituto oferece cursos de matemática básica e avançada a fim de apoiar o ensino das escolas do estado.

A premiação será realizada em 2018. Este ano a competição teve a participação de quase um milhão de estudantes. E nesta edição serão distribuídas 500 medalhas de ouro, 1,500 de prata, 4,500 de bronze e até 46.200 menções honrosas.

A olimpíada

A Obmep é a maior competição de matemática do país. Envolve alunos do 6º ano do ensino fundamental ao 3º do médio, das cinco regiões brasileiras, e busca estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área. Este ano contou pela primeira vez com a adesão de escolas particulares.

É uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015