Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Purus

Tião Viana discute cooperação com presidente da Bolívia

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Tião Viana, junto aos governadores de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia, esteve reunido com o presidente da Bolívia, Evo Morales, nesta terça-feira, 5, em Brasília. As discussões são para ampliar e reorganizar a cooperação entre os dois países, principalmente com esses estados situados na fronteira com o país vizinho.

O governador acreano solicitou a visita técnica do Serviço de Sanidade Agropecuária da Bolívia (Senasag, sigla em espanhol), para acelerar a liberação da exportação da carne suína do Acre. Evo Morales acatou o pedido, pontuando que em duas semanas a ação deve se efetivar. Em sua conta no Twitter, o presidente declarou: “Encontro muito produtivo em benefício de nossos povos Bolívia e Brasil. Formamos quatro comitês”.

Tião Viana também falou sobre a possibilidade de liberação de voos de Laz Paz, capital boliviana, seguindo até São Paulo, operados pela empresa Amaszonas. Como encaminhamento da reunião, foram criados quatro grupos de atuação voltados para os setores energético, operações comerciais e infraestrutura.

“Nossa agenda com o presidente Evo Morales foi muito produtiva. Além dos três grupos criados que vão trabalhar essas parcerias entre os dois países, ficou acertada uma nova reunião já no fim de janeiro próximo, para avaliação desses primeiros resultados”, afirmou Tião Viana.

Ele pontuou ainda que, ao se concretizar a liberação da carne suína acreana para a Bolívia, essa cadeia produtiva terá uma grande ampliação e vai contribuir muito na renda de várias famílias. O Brasil vai assinar em breve o acordo bilateral com o Peru também para a exportação da carne suína produzida no Acre.

Segundo Paulo Santoyo, diretor da indústria acreana Dom Porquito, inicialmente será realizada a comercialização de matéria-prima (animais) para empresas bolivianas que beneficiam carne suína. Em média, 15 indústrias na Bolívia podem comprar o produto acreano.

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015