Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Professores municipais ficam com prejuízo de 58% na segunda parcela do abono

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
abono salarial
FOTO: INTERNET

Os professores da rede municipal de ensino se decepcionaram com o valor recebido na segunda parcela do abono salarial, pago na tarde de ontem, quinta-feira (4), proveniente do excesso de arrecadação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB. Por matrícula, cada professor recebeu tão somente R$ 645,00 reais, dos R$ 1.518,00 que deveriam receber.

Foi um balde de água fria. No mês de outubro, os profissionais da Educação receberam R$ 1.518, por matrícula, como pagamento da primeira parcela do abono do Fundeb, que via de regra, seria 50% do valor total, a ser complementado no final do ano.

O ano se encerrou, começou janeiro e para quem estava na expectativa de receber o mesmo valor na segunda parcela, se surpreendeu com pagamento que é menos da metade do que deveria ser.

Explicação da prefeitura

Durante posse da nova presidência do Sepam, que ocorreu nesta quinta-feira (4), o chefe de Gabinete da Prefeitura de Boca do Acre, explicou que a segunda parcela foi um rateio, com o excesso de arrecadação de 2017, uma vez que, segundo o próprio, os mais de 2,5 milhões de reais entraram como receita no orçamento do ano passado.

Entenda o caso

Boca do Acre recebeu do governo federal o montante de R$ 2.591.676,32, referente ao excesso de arrecadação do exercício financeiro de 2016. Desse total, 60% (R$ 1.555.005,79), deveriam ser divididos às 512 matrículas, o que daria R$ 3.037,00, por matrícula.

O professor com duas matrículas teria creditado em sua conta bancária, nada menos do que R$ 6.074,00. O prejuízo do professor com uma matrícula é da ordem de R$ 873,50. Para o professor com duas matrículas, a perda foi de R$ 1.747,00.

Cadê os 40%

Os 40% desse recurso representa R$ 1.036.670,53, e é destinado ao pagamento dos servidores, construção e reformas de escolas, cursos de aperfeiçoamento aos profissionais, compra de material didático e outros investimentos ligados a Educação.

Fizemos contato com o secretário de Educação, perguntando sobre a aplicação dos 40%, mas o titular da pasta não nos respondeu.

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015