Editorial Amazônia

INSS entrega unidades móveis flutuantes para atender comunidades no Amazonas

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Serviços oferecidos são os mesmos que uma agência fixa do INSS. Veja quais serão as primeiras cidades atendidas pelos 'PREVBarcos'


O Amazonas recebeu neste sábado, 3 de março, duas agências flutuantes de atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), mais conhecidas como PREVBarco. As duas embarcações, uma já navegando no rio Purus, devem fazer mais de 80 mil atendimentos por ano, nas mais de 6 mil comunidades no interior do Estado. A cerimônia de entrega aconteceu no Porto Organizado de Manaus, no Centro.

Os investimentos feitos pelo INSS ultrapassam os R$ 20 milhões. “Desde o ano de 2004 o Amazonas não tinha duas unidades fluviais percorrendo os rios. E em 2015, nenhum PREVBarco estava disponível para a população. É por este motivo que esta entrega é tão importante. Mais uma vez poderemos levar os serviços da previdência para os moradores das comunidades mais distantes do estado, que sofrem por não poder chegar as agencias disponíveis nos municípios ou na capital”, afirmou o executivo do INSS, Clizaares Santana.

O PREVBarco dispõe de equipamentos de última geração para navegabilidade e estrutura completa de atendimento, o que possibilita que os segurados recebam os mesmos serviços de uma agência fixa do INSS. São seis guichês de atendimento, ala para perícias médicas - com capacidade para até 800 perícias por mês, nos dois barcos - e sala para avaliações de benefícios assistenciais. Também cumpre os requisitos de acessibilidade para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

A estrutura do barco permite o acesso a locais isolados, ampliando o alcance de atendimento e evitando que ribeirinhos tenham de navegar por longas distâncias, em viagens que podem chegar a até 22 dias, com destino a uma cidade que tenha unidade do INSS. Além do PREVBarco II, outra unidade flutuante foi entregue aos amazonenses em dezembro. As duas embarcações navegarão por todos os municípios e comunidades ribeirinhas das calhas dos rios Juruá, Purus, Madeira, Amazonas, Solimões, Japurá e Negro.

PREVBarcos - Criado em 1997 com o nome de Posto Flutuante, o PREVBarco atende a população que vive às margens dos rios amazônicos, em municípios onde não há unidades do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Nesses 21 anos de existência o projeto já atendeu mais de 600 mil ribeirinhos da região Amazônica.

O público de maior demanda é formado pelos chamados segurados especiais, que são trabalhadores rurais que produzem em regime de economia familiar, sem utilização de mão de obra assalariada. Estão incluídos nesta categoria cônjuges, companheiros e filhos maiores de 16 anos que trabalham com a família em atividade rural.

Também são considerados segurados especiais o pescador artesanal e o índio que exerce atividade rural e seus familiares. Além do público previdenciário, o INSS também atende a uma parcela da população abrangida pelo direito aos benefícios assistenciais previstos na Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), que destina o pagamento de um salário mínimo a idosos com mais de 65 anos e a portadores de deficiência de baixa renda, promovendo a inclusão social.

Primeiros municípios atendidos pelo PREVBarco I

Comunidade Boca do Laço

Boca do Acre

Lábrea

Pauini

Canutama

Humaitá

Manicoré

Novo Aripuanã

Borba

Nova Olinda do Norte

Primeiros municípios atendidos pelo PREVBarco II

Atalaia do Norte

Benjamim Constant

Tabatinga

São Paulo de Olivença

Amaturá

Tonantins

Santo Antônio do Iça

Jutaí

Fonte Boa

Tefé

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015