Amazonas Energia faz racionamento em Boca do Acre e irrita consumidores

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

amazonas energiaNesta terça-feira (12), os moradores de Boca do Acre começaram a reviver o terror dos racionamentos de energia elétrica. Para piorar a situação, a Amazonas Energia não dá explicações sobre o motivo que tem levado aos apagões em diversos pontos da cidade. O Portal do Purus fez contato com o gerente da concessionária em Boca do Acre, que só confirmou a existência do racionamento, mas disse que pelo fato de estar em Manaus, não tinha como dar mais detalhes.

Pelas redes sociais, internautas fizeram postagens carregadas de ira por conta do racionamento, e mais ainda pela falta de explicações por parte da concessionária. “No final do mês a conta de luz vai continuar vindo o mesmo absurdo”, escreveu um internauta.

“Isso é uma palhaçada, uma falta de respeito com o consumidor. Essa empresa sempre foi avacalhada e nunca respeitou os bocacrenses”, desabafou o outro.

Explicações

O radialista Jorbison Rodrigues, postou em sua página, nas redes sociais, um texto em que explica as causas para o corte no fornecimento de energia elétrica. Segundo o escrito, das sete máquinas do parque de geração da Amazonas Energia, situado no Platô do Piquiá, cinco estão em funcionamento, e outras duas apresentaram problemas mecânicos e estão desligadas.

Ainda conforme a publicação, os grupos geradores que estão operando, não suportam a demanda de Boca do Acre, que tem aumentado significativamente por conta do programa Luz Para Todos, por isso a empresa deu início a um racionamento, desligando a energia pelo período de 2 horas para cada bairro.

A matéria fala ainda que em conversa com um técnico da empresa, a previsão é para que na quinta-feira (14), a crise energética seja debelada, com a colocação em funcionamento de dois grupos geradores novos que chegaram recentemente ao município.

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015