Artigos

Plataforma de Gestão Agropecuária vai modernizar banco de dados de rebanho bovídeo no Amazonas

Boca do Acre está entre os 11 primeiros municípios que serão contemplados com a novidade


pecuária boca do acreAgência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf), em parceria com a Secretaria de Produção Rural (Sepror) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea), lançou nesta quinta-feira (14 de agosto) a Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA) no Amazonas, que é a modernização no sistema de banco de dados e emissão de Guia de Trânsito Animal (GTA) no Estado.

O banco de dados reúne todas as informações referentes ao rebanho bovídeo (bovino e bubalino) do Estado, desde 1999. A plataforma representa uma padronização, que ocorre em todo País, nos órgãos de controle de trânsito animal a partir de um sistema desenvolvido pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA) doado ao Ministério de Agricultura e Pecuária (Mapa).

De acordo com o coordenador da Comissão de Sanidade da CNA, Délcio Coutinho, o objetivo principal da plataforma é juntar todas as informações do serviço de defesa do Brasil.

“O Amazonas é o primeiro a utilizar esse sistema, ou seja, ao invés de trabalhar num sistema paralelo e depois transmitir as informações à plataforma, ele vai trabalhar diretamente na plataforma, com o módulo de emissão. O ganho principal é: agilidade para o serviço de defesa do Estado do Amazonas e a garantia de que o produtor está fazendo o manejo sanitário correto e está inserido na plataforma nacional do serviço brasileiro de defesa sanitária” ressaltou o coordenador.

Investimentos - Embora o software tenha sido doado, o Governo do Estado do Amazonas, por meio da Adaf, irá entrar com investimento na área de infraestrutura e logística para implantação das plataformas nas sedes, além do treinamento de 53 profissionais nos escritórios da Adaf no interior do Estado.

De imediato, 11 municípios e uma localidade receberão a plataforma (veja lista abaixo). No entanto, os técnicos dos demais municípios que têm escritórios da Adaf receberam o treinamento.

O diretor-presidente da Adaf, Sérgio Muniz, informou que o Estado irá investir R$ 1,2 milhão para implantar uma rede de internet nos demais municípios para que todos estejam integrados à nova plataforma de emissão de GTA. Foi a falta de acesso à rede mundial de computadores que impediu a adesão das demais cidades ao sistema.

“A GTA ajuda a verificar quando houver um evento sanitário no Estado. Nela, é possível identificar os caminhos por onde o animal circulou. Permite uma rastreabilidade do animal, fundamental para o controle sanitário”, declarou.

Controle sanitário - Muniz destacou que a modernização do sistema irá ampliar o controle sanitário, uma vez que facilita o acesso ao GTA. “Evitará filas e perda de tempo nos prédios físicos. Agora, o produtor poderá emitir o documento de sua casa e até aos finais de semana, o que era uma dificuldade já que os escritórios da Adaf não funcionam aos finais de semana”, afirmou.

De acordo com o secretário de Produção Rural,Valdenor Cardoso, a modernização do sistema faz parte dos investimentos do Amazonas para que em 2014 o Estado consiga a certificação de área livre de aftosa com vacinação. “A outra medida foi o investimento de mais de R$ 2 milhões só na segunda etapa de vacinação com os subsídios para que todos os criadores de bovinos e bubalinos tivessem acesso à vacina”, declarou.

Para o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (FAEA), Muni Lourenço, a maior conquista é modernizar o setor e facilitar a vida do produtor.

“Vamos sair dos dados manuais para os eletrônicos, vamos ganhar agilidade no acompanhamento online do transporte dos animais. O CNA Card também já vai ser lançado com empresas conveniadas que oferecem descontos que chegam até 12%, mais uma oportunidade para o produtor rural adquirir o maquinário e insumos com preços mais acessíveis”, acrescentou.

O CNA Card é um cartão que oferece uma série de benefícios e vantagens ao produtor rural. Com esse cartão, o produtor poderá emitir de qualquer localidade a Guia de Trânsito Animal (GTA), o que irá reduzir a burocracia na obtenção do documento e dar maior transparência ao sistema.

Está prevista para outubro a vinda de técnicos do MAPA e em seguida da Organização Mundial de Saúde Animal, órgão internacional de controle sanitário, para colher a sorologia de cerca de 40 mil animais do Amazonas. A coleta de sangue será por amostragem. Hoje, o Estado tem um rebanho de cerca de 1,4 milhão de cabeças. “A análise demora um pouco, mas a nossa expectativa é que até o final do ano, o Amazonas alcance o status livre de aftosa”, declarou o secretário Valdenor Cardoso.

Só o gado devidamente vacinado pode transitar. De acordo com dados da ADAF, 19.000 propriedades pecuárias estão cadastradas. Dessas, apenas o gado vacinado (e com a devida comprovação) pode ser comercializado, o que totaliza 1.123.267 animais. A Plataforma já era bastante esperada por todos do setor primário, o que irá permitir mais agilidade ao produtor rural.

Lista dos municípios informatizados:

Manaus

Nhamundá

Parintins

Barreirinha

Autazes

Presidente Figueiredo

Itacoatiara

Comunidade Novo Remanso

Maués

Boca do Acre

Apuí

Careiro da Várzea

Siga-nos no Twitter e no Facebook

Galo é lembrado pelos amigos. “É como se ele ainda estivesse aqui entre nós”.

“Uma das coisas que eu admirava muito era o humor dele. Ele não tinha raiva, trabalhava o dia todo e no final do expediente ele estava rindo, brincando, toda vida ele foi assim"


amigos de galoOs amigos da Amazonas Energia se reuniram para homenagear Antonio Rodrigues da Silva, mais conhecido como Galo. Os parceiros de longas jornadas falaram da amizade, do companheirismo e do prazer que era trabalhar ao lado dele, pois segundo eles, tratava-se de uma pessoa que fazia bem estar ao lado, pela simpatia, pelo espírito alegre, sempre com um sorriso sincero no rosto. Galo faleceu no dia 15 de julho, na capital acriana, vítima de seguidos acidentes vasculares cerebrais.

Reunidos e ainda visivelmente saudosos da presença do companheiro, os amigos relembraram momentos de dificuldades e vitórias que tiveram juntos ao longo de muitos anos. O eletricista aposentado, Pedro Gomes da Silva, 58 anos, apelidado de ‘Pedão’, amigo e colega de trabalho mais antigo, lembra que Galo era o primeiro a chegar no escritório da empresa e a primeira atitude era fazer o café e comprar o pão para recepcionar os amigos todas as manhãs.

Esse momento, para todos os amigos, é o que mais está na memória, pois era tradição chegar ao local de trabalho e encontrar ele, logo nas primeiras horas assim que o dia raiava, já com a alegria estampada na face, pronto para enfrentar mais um dia de trabalho.

O também eletricista Pedro Brasil, 35 anos, conhecido como ‘Pedrinho’ amigo mais próximo, ainda hoje se emociona ao falar da pessoa que ele considerava um irmão. “No dia que fiquei sabendo do falecimento dele, era de madrugada quando recebi a ligação de um dos filhos avisando da morte do Galo. Fui para a cozinha e não resisti, cai no choro e até hoje a saudade é muito forte e a emoção é inevitável quando me lembro do Galo”, relata Pedro.

Galo já tinha 31 anos de serviço público, iniciados no ano de 1982, quando na época a Amazonas Energia ainda se chamava Celetra. Galo começou trabalhando nos serviços gerais e só depois de muitos anos de trabalho que veio chegar ao cargo de eletricista.

Pedrinho afirmou que Galo era uma ótima pessoa. “Uma pessoa humilde, uma pessoa que não gostava de confusão, só queria paz. Era trabalhador, uma ótima pessoa”.

O amigo e colega de trabalho mais antigo, Pedão, também deixou seu relato, falando da amizade que nasceu antes de serem parceiros como eletricistas. “A minha amizade com ele era praticamente amizade de irmão. Agente foi criado junto, mesmo antes de ele trabalhar agente já se conhecia. Na época éramos somente nós dois que carregávamos a empresa sozinhos, ele numa ponta e eu na outra e não tinha como pedir socorro de ninguém, em todas as tarefas estávamos juntos. Se marcássemos um trabalho era o primeiro a chegar”, lembrou.

“Ele era um cara exemplar no trabalho, nunca faltou, a não ser por motivo de doença. O mês todo era sagrado. No começo do mês leitura, depois o serviço da agência, programação de rede, enfim, tudo agente fazia”, relatou.

“Uma das coisas que eu admirava muito era o humor dele. Ele não tinha raiva, trabalhava o dia todo e no final do expediente ele estava rindo, brincando, toda vida ele foi assim, nunca ouvi dizer que ele estava com raiva de alguém”, disse Pedão.

Galo tinha como uma de suas inúmeras qualidades ser generoso, como conta Pedrinho. “Ele tirava a roupa do corpo para dar para os outros”. Sobre um gesto de generosidade mais marcante, todos responderam que ele já era a generosidade em pessoa.

A causa da morte

Antonio Rodrigues foi acometido de uma pneumonia e ficou internado no hospital em Boca do Acre. Depois de se recuperar foi até Manaus realizar os exames periódicos e os resultados não apresentaram qualquer alteração na saúde de Galo. O pior começou a acontecer na véspera de uma viagem para Rio Branco-Ac, quando Galo sofreu dois acidentes vasculares cerebrais, um em sua residência e outro no hospital regional Maria Geny Lima. Já no estado do Acre, para onde foi encaminhado às pressas, os médicos descartaram a possibilidade de uma intervenção cirúrgica pelo fato de Galo ter se recuperado muito bem dos dois ataques anteriores.

“Quando ele saiu do hospital ligou pra mim, aparentava estar bem. Na véspera do jogo do Brasil contra a Alemanha, na Copa do Mundo ele ligou novamente pra mim e parecia estar melhorando cada vez mais da saúde, brincando, rindo, perguntando pelos colegas de trabalho. Quando foi com dois ou três dias soubemos da notícia de que ele tinha falecido, vítima do terceiro AVC”, relatou Pedrinho.

Saudade eterna

galoA notícia foi como um choque para todos os amigos e colegas de trabalho. Perguntados sobre o que diriam para Galo, se tivessem a oportunidade de estar com ele mais uma vez, visivelmente emocionado, Pedrinho disse que não existem palavras que pudessem expressar a emoção e saudade que sente todos os dias.

“Eu já perdi várias pessoas da minha família, pessoas que eu gostava muito. Mas no dia que ele faleceu não foi igual, foi sem explicação”, disse.

Siga-nos no Twitter e no Facebook

Cliente encontra barata em restaurante do Via Verde Shopping, em Rio Branco-Ac

Para o cliente, a gerência explicou que o shopping estava passando por um surto de baratas, e recentemente havia passado por um processo de dedetização.


Francisco Pinto CamurçaInusitado, surreal, impensável. Assim classificou o fato quem dele fez parte como vítima. O funcionário público e morador de Boca do Acre, Francisco Pinto Camurça, 45 anos, foi à capital acriana, no dia 10 de outubro e depois de realizar todas as atividades foi até o Via Verde Shopping, em Rio Branco-Ac, mais especificamente à praça de alimentação para jantar. Camurça estava acompanhado da esposa e de amigos.

Depois que os pratos pedidos chegaram à mesa, Camurça foi o último a iniciar a refeição, pelo fato de estar entretido com notícias as respeito da credibilidade dos institutos de pesquisas no estado do Acre. Assim que finalizou a sua leitura, não foram necessárias várias garfadas para encontrar o inseto em meio à comida. Quando ia ingerir a segunda porção, Camurça avistou a barata morta em seu prato.

O fato deixou o funcionário público surpreso negativamente, por se tratar de um ambiente requintado e que a higiene não seria motivo de preocupação. Entretanto, lá estava o inseto, desfalecido sobre o prato, servido junto com a comida e, por uma questão de detalhe não foi mordiscado por Camurça.

Ao tomar ciência de que uma barata estava em seu prato, na praça de alimentação do maior shopping do estado do Acre, Camurça não teve dúvidas ao participar o fato para a gerência do restaurante Saborear. A gerente ficou em pânico e pediu que Camurça não levasse o fato adiante, o que evitaria a sua demissão. O fato então foi levado ao conhecimento da gerência do shopping, que se reuniu a portas fechadas para apurar o caso.

Para Camurça, a gerência explicou que o shopping estava passando por um surto de baratas, e recentemente havia passado por um processo de dedetização. Camurça avisou a administração do estabelecimento que iria entrar com um processo judicial contra o Via Verde Shopping. Camurça também ouviu dos responsáveis pelo shopping e pela gerência do restaurante que dentro de muito em breve eles fariam contato para que o caso tivesse o devido ajustamento e o fato não se tornasse público e também não fosse parar nas barras da justiça.

Camurça disse ainda que o restaurante deu-lhe 20% de desconto no valor da janta, como forma de agrado.

Entretanto, de acordo com Camurça, até a noite de domingo (12), ninguém do shopping e do restaurante fez contato com ele. “Fui informado por uma das funcionárias da administração do Via Verde Shopping, senhora Sanaira, que no dia seguinte haveria uma reunião para discutir o fato e entrariam em contato comigo para se retratarem a respeito do fato, mas até o presente momento não houve esse contato, ou seja, faltou respeito com o consumidor diante de uma situação escabrosa, e que foge à minha compreensão por se tratar de um local acima de qualquer suspeita”, disse.

“Não estou interessado em importâncias financeiras ao repercutir esse fato, me preocupo com a saúde das pessoas que frequentam o shopping, especialmente a praça de alimentação. É bom que as autoridades sanitárias do estado do Acre, vejam essa questão por se tratar de saúde pública”, finalizou Camurça.

Siga-nos no Twitter e no Facebook

Morador encontra bicho-preguiça no quintal de casa

O morador do bairro Macaxeiral, Francisco Moura da Silva, 48 anos, recebeu a visita inusitada de um bicho-preguiça no quintal da sua casa. O fato ocorreu na manhã da última quinta-feira (23) quando o homem avistou o animal por entre a vegetação nativa, conhecida na região como canarana.
bicho-preguiça em boca do acre
O fato gerou surpresa em Francisco que decidiu registrar o acontecimento e levar as imagens ao conhecimento do Portal do Purus.

Depois de apreciar e ter contato com o animal, Francisco pediu a ajuda de um amigo para devolver o bicho para a natureza.

Siga-nos no Twitter e no Facebook

Melo se reelege. Foi de ‘goleada’

Uma vitória por mais de 150 mil votos não deixou dúvida da preferência do povo do Amazonas pela continuidade do governo de José Melo.


josé meloO governador José Melo teve uma vitória maiúscula no Estado do Amazonas. Além de ter derrotado um grande nome da política local e nacional, Eduardo Braga, Melo ainda colocou uma considerável diferença em quantidade de votos à frente do senador, que pretendia governar o Amazonas pela terceira vez.

José Melo que conseguiu parear a disputa que parecia ser praticamente vencida por Eduardo Braga ainda no 1º turno, perdeu por uma diferença de 1.907 votos. Entretanto, o governador não só virou o placar, como aplicou uma sonora ‘goleada’, vencendo as eleições no segundo turno por uma diferença de 173.699 votos.

José Melo teve 869.971 votos (55,55%) e Eduardo Braga 695.972 votos (44,45%).

Melo perde pela segunda vez em Boca do Acre

Em Boca do Acre, o resultado das urnas continuou dando a vitória no 2º turno para Eduardo Braga, entretanto com uma diferença bem menor do que foi no 1º turno. A larga vantagem construída no dia 5 de outubro de 1.961 votos decaiu vertiginosamente para humildes 396 votos na segunda disputa.

A oposição que se sagrou vitoriosa na primeira votação, agora viu suas forças se esvaírem em mais de 1.500 votos perdidos e conquistados pela situação encabeçada pelo prefeito Iran Lima e por outras lideranças como a vereadora Luciana Melo.

De 18.823 eleitores de Boca do Acre, 5.451 pessoas não se interessaram em sair de suas casas e ir às urnas para votar para presidente e para governador. No 1º turno, esse número de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), foi de 5.193 votos, ou seja, no 2º turno, 258 eleitores a mais deixaram de ser votar.

O 2º turno em Boca do Acre teve a participação nas urnas de 13.732 eleitores. Os votos em branco foram 105 e nulos 1.151 votos. Para o Governo do Amazonas, a vitória local ficou mais uma vez com Eduardo Braga, que teve 6.256 votos e José Melo 5.860. Braga perdeu 741 votos e Melo angariou 824 votos. No geral, a diferença do 1º para o 2º turno caiu 1.565 votos.

Iran Lima: “Nosso governador teve uma grande vitória”

Procurado para falar sobre a vitória do governador José Melo e sobre o resultado a nível de município, o prefeito de Boca do Acre, Iran Lima, se mostrou satisfeito com os números do 2º turno no município.

“O 1º turno não foi bom em Boca do Acre, mas o 2º turno o povo da cidade e do interior entenderam que o governador Melo merece governar o Estado, pois Boca do Acre não só tem a ganhar com o trabalho da pareceria entre a prefeitura e governo. Agradeço ao povo de Boca do Acre pela diferença do resultado entre o 1º turno e 2º turno. Foi uma grande vitória do nosso governador”, disse o prefeito Iran Lima através de sua Assessoria de Comunicação.

Siga-nos no Twitter e no Facebook

Desenvolvido por ABCMIX - Joomla Site Designer - 2012