Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Editorial Amazônia

Amazônia

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

Com o passar dos anos a Moda Surf cresceu e, atualmente, possui uma loja bem estruturada no Centro da Cidade. Mesmo atingindo o status de empresa madura, a Moda Surf tem como princípio, se renovar constantemente para assim, atender as diferentes gerações de jovens e adultos que vem surgindo.

A Moda Surf é uma loja moderna e atual, sempre antenada com as tendências, atendendo aos vários segmentos sociais, dispondo de produtos ligados ao vestuário masculino e feminino, calçados, além da parte esportiva.

Outro aspecto que merece destaque na loja, é o multifacetismo, ou seja, a Moda Surf além de roupas e calçados, está entrando no mercado promissor das bijouterias, oferecendo colares, anéis, relógios, entre outros adereços.

Vá até a Moda Surf e se permita ter o privilégio de ser atendido com qualidade e elegância, além de poder usufruir do que há de melhor.

dsc_0001
dsc_0001 dsc_0001
dsc_0004
dsc_0004 dsc_0004
dsc_0007
dsc_0007 dsc_0007
dsc_0010
dsc_0010 dsc_0010
dsc_0013
dsc_0013 dsc_0013
dsc_0022
dsc_0022 dsc_0022
dsc_0024
dsc_0024 dsc_0024
dsc_0026
dsc_0026 dsc_0026
dsc_0027
dsc_0027 dsc_0027
dsc_0032
dsc_0032 dsc_0032
dsc_0036
dsc_0036 dsc_0036
dsc_0042
dsc_0042 dsc_0042
dsc_0046
dsc_0046 dsc_0046
dsc_0048
dsc_0048 dsc_0048
dsc_0051
dsc_0051 dsc_0051
dsc_0054
dsc_0054 dsc_0054
dsc_0065
dsc_0065 dsc_0065
dsc_0066
dsc_0066 dsc_0066
dsc_0068
dsc_0068 dsc_0068
dsc_0071
dsc_0071 dsc_0071
dsc_0074
dsc_0074 dsc_0074
dsc_0077
dsc_0077 dsc_0077
dsc_0079
dsc_0079 dsc_0079
dsc_0080
dsc_0080 dsc_0080
dsc_0084
dsc_0084 dsc_0084
dsc_0086
dsc_0086 dsc_0086
dsc_0089
dsc_0089 dsc_0089
dsc_0090
dsc_0090 dsc_0090
dsc_0091
dsc_0091 dsc_0091
dsc_0092
dsc_0092 dsc_0092
dsc_0093
dsc_0093 dsc_0093
dsc_0096
dsc_0096 dsc_0096
dsc_0098
dsc_0098 dsc_0098
dsc_0100
dsc_0100 dsc_0100
dsc_0102
dsc_0102 dsc_0102
dsc_0103
dsc_0103 dsc_0103
dsc_0105
dsc_0105 dsc_0105
dsc_0107
dsc_0107 dsc_0107
dsc_0109
dsc_0109 dsc_0109
dsc_0111
dsc_0111 dsc_0111
dsc_0113
dsc_0113 dsc_0113
dsc_0115
dsc_0115 dsc_0115
dsc_0117
dsc_0117 dsc_0117
dsc_0119
dsc_0119 dsc_0119
dsc_0121
dsc_0121 dsc_0121
dsc_0125
dsc_0125 dsc_0125
dsc_0127
dsc_0127 dsc_0127
dsc_0129
dsc_0129 dsc_0129
dsc_0132
dsc_0132 dsc_0132
dsc_0137
dsc_0137 dsc_0137
dsc_0140
dsc_0140 dsc_0140
dsc_0146
dsc_0146 dsc_0146
dsc_0148
dsc_0148 dsc_0148
dsc_0149
dsc_0149 dsc_0149
dsc_0151
dsc_0151 dsc_0151
dsc_0152
dsc_0152 dsc_0152
dsc_0155
dsc_0155 dsc_0155
dsc_0156
dsc_0156 dsc_0156
dsc_0158
dsc_0158 dsc_0158
dsc_0160
dsc_0160 dsc_0160
dsc_0162
dsc_0162 dsc_0162
dsc_0164
dsc_0164 dsc_0164

dsc_0450
dsc_0450 dsc_0450
dsc_0451
dsc_0451 dsc_0451
dsc_0452
dsc_0452 dsc_0452
dsc_0453
dsc_0453 dsc_0453
dsc_0454
dsc_0454 dsc_0454
dsc_0455
dsc_0455 dsc_0455
dsc_0456
dsc_0456 dsc_0456
dsc_0457
dsc_0457 dsc_0457
dsc_0458
dsc_0458 dsc_0458
dsc_0459
dsc_0459 dsc_0459
dsc_0460
dsc_0460 dsc_0460
dsc_0466
dsc_0466 dsc_0466
dsc_0469
dsc_0469 dsc_0469
dsc_0474
dsc_0474 dsc_0474

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

pesca em ManacapuruMANAUS - Cerca de 80 toneladas de tucunaré, aruanã e jaraqui são retiradas da Reserva Ambiental no Lago do Piranha, em Mananacapuru (a 68 quilômetros de Manaus). A medida foi adotada para evitar a morte dos peixes, por causa da vazante dos rios da região.

Com a vazante do rio, a má qualidade da água deixa os peixes com poucas condições de sobrevivência. Para evitar a mortandade, a Secretaria de Meio Ambiente de Manacapuru autorizou a despesca do excesso de pescado nos lagos da reserva.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Daniel Guedes, o produto da despesca é vendido para um frigorífico do município.

Criada em 1997, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Piranha é o principal berço da reprodução do tambaqui e pirarucu na região. Um lugar farto e de muita beleza natural, mas que este ano tem levado sofrimento aos moradores, com os fenômenos da cheia e seca dos rios.

Só é possível chegar ao lago de canoa ou lancha de pequeno porte. Segundo os moradores, se o rio não voltar a subir nos próximos 15 dias, dezenas de famílias devem ficar isoladas dentro da reserva. (RC)

Fonte: Portal Amazônia

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Rio AmazonasHá muitos anos, moravam na selva amazônica dois noivos apaixonados que sonhavam ser um casal. Ela vestia-se de prata e seu nome era Lua. Ele vestia-se de ouro e o seu nome era Sol. Lua era a dona da noite e Sol era dono do dia.

Havia um obstáculo para a namoro de ambos. Se eles se casassem o mundo se acabaria. O ardente amor de sol queimaria a terra toda. O choro triste da Lua toda a terra afogaria.

Apesar de apaixonados, como poderiam se casar? A Lua apagaria o fogo? O Sol faria toda a água evaporar? Apaixonados, se separaram e nunca puderam se casar.

Os noivos ficaram tristíssimos. A Lua, de prata e o Sol, de ouro.

No desespero da saudade, a Lua chorou durante todo um dia e uma noite. Suas lágrimas escorreram por morros sem fim até chegar ao mar. Mas o oceano, bravio, não queria aceitar tanta água. A sofrida lua não conseguiu misturar suas lágrimas às águas salgadas do mar e foi assim que algo estranho aconteceu.

As águas formadas com as lágrimas da lua escavaram um imenso vale, onde também muitas serras se levantaram.

Um imenso rio apareceu inundando vales, florestas e lugares sem fim. Eram as lágrimas da lua, que de tanta tristeza, formaram o rio Amazonas, o rio-mar da Amazônia.

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015