Boca do Acre

Atualidades

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A instituição religiosa em questão vem realizando um trabalho de suma importância junto às famílias carentes de Boca do Acre. Fala-se do ‘Projeto Batalhão Contra a Fome’, que tem como objetivo principal, levar sextas básicas às famílias carentes da periferia de Boca do Acre. Essa ação é bem recente, foi arquitetada no mês de dezembro e posta em prática nos meses de janeiro e no início de março.

Os responsáveis pelo ato solidário são os membros da igreja, Paiva e Sandra. Paiva disse que “nem todas as famílias são atendidas, mas estamos fazendo o possível para atender um número cada vez maior de necessitados”.

O membro descreveu como se procede a ação. “São entregues às pessoas que desejam ajudar, um boleto, contendo uma dúzia de folhas, compromissando o doador, a contribuir durante os doze meses do ano, entretanto, no lugar de angariar valores financeiros, os boletos solicitam 01 kg de alimento não perecível”.

“As doações acontecem no 1º domingo de cada mês”. Informou Paiva, que ainda completou: “Os contemplados com a sexta básica, recebem o benefício no espaço na igreja, depois de assistirem ao culto dominical”.

Segundo o informante, no ato da primeira entrega, foram doadas pouco mais de 40 sextas, entretanto, na oportunidade do dia 08 de março, o número aumentou, pois foram entregues 55 sextas de alimentos. “Temos a meta de arrecadar 100 sextas básicas”, falou Paiva.

“Queremos agradecer o apoio da prefeita Maria das Dores, da Câmara de Vereadores, empresários e a população, pois todos têm ajuda diretamente para a existência e o sucesso desse trabalho. Peço ainda, às pessoas que não conhecem o projeto, que entrem em contato conosco e vamos ajudar a quem necessita”, finalizou Paiva.

A Igreja Assembléia de Deus do Ministério de Madureira fica situada à Rua BL 11, CHAM, no Platô do Piquiá.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A 3ª reunião da CMBA, presidida pelo vereador Alysson Lima e secretariada por Ecivaldo Nascimento, foi marcada pelo desabafo do presidente. A Sessão Ordinária do Poder Legislativo de Boca do Acre aconteceu nesta terça-feira (10), com início às 9 horas da manhã e transmissão ao vivo pela Rádio Eu e Você. A maioria dos vereadores marcou presença, com exceção da parlamentar Marineide Fernandes, que fora convidada pela Aleam (Assembléia Legislativa do Estado Amazonas) para uma reunião solene na capital amazonense, por ocasião do Dia Internacional da Mulher.

No encontro semanal dos legisladores do município, muitas indicações relevantes foram apresentadas. No entanto, o fato que mais chamou a atenção dos presentes ao Plenário Francisco Leite e aos ouvintes da rádio, foi o desabafo do gestor da Casa (confira a fala do vereador/presidente no discurso dos vereadores).

Discursos dos vereadores


Jardemir – O vereador foi breve em sua fala. Ele aproveitou o tempo regimental para se utilizar da tribuna com intuito de homenagear as mulheres por conta da data comemorativa de 08 de março, momento em que o mundo celebra o Dia Internacional da Mulher. Jardemir lembrou com carinho da mulher bocacrense e nessa congratulação, incluiu as integrantes de sua família, além de saudar a gestora do município.



Valfrido Neto – O popularmente conhecido como ‘Louro da Vivi’, cumprimentou os pares e já saiu em defesa de sua indicação. Louro propôs protocolarmente ao executivo municipal que fosse construído um poço artesiano na Comunidade Floresta do Purus, depois de expor a importância do pedido, ele convidou os colegas vereadores, a prefeita e o vice, para realizarem a obra, que julgou de extrema relevância para os moradores do lugar.

Valfrido ainda orientou o executivo que edifique um estádio de futebol no bairro Praia do Gado, pois, de acordo com ele, a situação dos desportistas do lugar está precária, por não usufruírem de um lugar para a realização da prática futebolística. ‘Louro da Vivi’ lembrou que já está em processo a existência de uma associação que irá amparar as pessoas vítimas de erro médico.

O parlamentar pediu que o Secretário de Obras e Transportes Urbanos, Domilson Munhoz, tome providência com relação à drenagem do Platô do Piquiá, uma vez que, quando acontecem chuvas fortes, o bairro passa por situações difíceis com ruas alagadas.

Francisco Vasconcelos – ‘Chiquinho do Sindicato’, como é conhecido na sociedade bocacrense, defendeu sua indicação que versa sobre a construção de casas em todos os pólos rurais para acomodar os gestores e professores das escolas situadas nas comunidades. Chiquinho disse que a situação atual é vergonhosa, pois os profissionais da educação que são destacados da sede do município para o interior, não têm um lugar decente para alojarem-se.

Francisco relatou que na semana passada esteve com o Secretário de Obras e Transportes Urbanos, Domilson Munhoz, no bairro São Paulo, onde expôs ao mesmo a situação de infra-estrutura do lugar. O vereador disse que ouviu do chefe da pasta em questão, a promessa de melhorias, principalmente na iluminação da única via do distrito.

José Noronha – O vereador famoso pelo apelido de ‘Patinha’, lembrou que uma de suas metas, que é fazer reunião nas comunidades, para ouvir os anseios das mesmas, já foi efetivada em duas oportunidades. A primeira foi no dia 04 de março, no ‘Rabo da Cobra’ e a segunda no dia 09 do mesmo mês, nas ruas Jaçanã I e II, no bairro Praia do Gado. Segundo ‘Patinha’, as reivindicações foram as mesmas, isto é, os moradores almejam por saneamento básico.

De posse dessas informações, o vereador fez a propositura da construção de esgotos nos logradouros acima mencionados. Continuando sua fala, o parlamentar indicou um Projeto de Lei que solicita ao executivo municipal que dê nomes às ruas do bairro Praia do Gado. ‘Patinha’ brincou dizendo que as vias do lugar não têm nome e sim apelidos.

José Noronha finalizou sua fala, dizendo que ainda não esqueceu da solicitação com relação ao preço do pescado e, vai cobrar do Secretário de Produção e Abastecimento, que viabilize essa ação o quanto antes e fixe no muro do Mercado Municipal o tabelamento, antes do período quaresmal.

Domingos Munhoz – ‘Dominguinhos’, como é chamado no meio político e social falou sobre inúmeros assuntos. O vereador da base governista lembrou que toda a cidade será iluminada, segundo ele, essas informações foram garantidas pela chefia do Poder Executivo.

‘Dominguinhos’ ressaltou que na próxima reunião do legislativo vai apresentar uma indicação à gestão municipal. Trata-se de uma proposição para que todas as escolas do município de Boca do Acre (geridas pela esfera municipal) tenham aparelhos de ar condicionado.

O parlamentar falou que a administração atual está tendo algumas dificuldades por não ter tido oportunidade de colocar junto a gestão anterior, uma equipe de transição, que de acordo com Domingos, a equipe foi montada, mas não foi permitida a sua entrada pelo então prefeito que finalizou a administração em 2008.

O vereador relatou que foi construída uma escola na comunidade Recreio, fato que não ocorreu na gestão passada, sendo que mais de 20 alunos foram prejudicados por não terem um espaço escolar na época.

O Edil ainda explanou sobre a situação caótica do Conjunto Antonio Jorge. Domingos disse que a prefeita já entrou em contato com o governo do estado, que se dispôs a auxiliar com um serviço especializado de drenagem no bairro. Esse trabalho será realizado pela empresa Colorado, a mesma que asfaltará a BR 317, que por sinal estará se instalando em breve no município.

O representante do governo na Câmara ainda deu uma boa notícia aos desportistas e rebateu algumas críticas. ‘Dominguinhos’ comunicou que o Campo do Miguel foi alugado para a realização da prática do futebol. O vereador falou que não há perseguição por parte do executivo, o que houve foi um processo de troca de cargos de confiança, ele ainda mencionou que a prefeita não pensa em anular concurso público, se houve esse fato, foi determinação da justiça.

João Souza – João informou que uma solicitação feita por ele, do retorno de uma linha aérea, que fará o trajeto entre Boca do Acre e Manaus, foi atendida e em breve a empresa TRIPE estará operando no município.

Souza aproveitou o espaço para defender a construção de uma escola em alvenaria na comunidade Santa Amélia e a reforma e ampliação do Posto de Saúde Euller Ribeiro, no bairro Praia do Gado.

João Souza falou sobre sua visita às escolas municipais Safira Batista e Primeiro Passo e percebeu a situação climática das instituições, que são de extremo incômodo, dada a alta temperatura que professores e alunos têm que conviver.

O vereador voltou a questionar o motivo pelo qual os professores que já possuem graduação e pós-graduação ainda não estão percebendo seus vencimentos de forma digna.

Ecivaldo Nascimento – Líder da oposição na Câmara Municipal de Boca do Acre, iniciou o discurso pedindo que o governo atual trabalhe para a atualidade e não perca tempo falando mal de governos anteriores.

Ecivaldo relatou um fato que ele julgou lamentável. Segundo o vereador, a Comissão de Saúde, a qual ele faz parte, esteve em visita ao Hospital Local para fazer um levantamento geral de todas as necessidades. Em seguida, a mesma Comissão, foi até a prefeita Maria das Dores e, de conformidade com ele, todos ouviram o Secretário de Saúde, Geraldo Carvalho, falar que é favorável que se troque o diretor do Hospital Local e que não é bom ficar incomodando o governador com esse assunto. Ecivaldo então questionou, "será que é mudando o diretor que vamos resolver todos os problemas?"

Nascimento ainda parabenizou a disponibilidade do Secretário de Obras e Transportes Urbanos, Domilson Munhoz, que até o momento sempre esteve pronto a atender as solicitações.

Por fim, Ecivaldo defendeu uma indicação de sua autoria que versa sobre a iluminação de todos os canteiros (construção urbana que serve para dividir uma rua em mãos e contramão) das ruas da cidade.

Alysson Lima – O presidente do Poder Legislativo iniciou a fala, congratulando a Agropecuária União por ter colocado no Mercado Municipal, 40 toneladas de pescado a um preço acessível. Lima parabenizou a Policia Militar de Boca do Acre pelas constantes ações com o intuito de manter a ordem no município. Alysson estendeu os elogios à administração executiva, pois o mesmo presenciou em dois grandes eventos o ônibus da Secretaria de Saúde realizando trabalhos importantes.

O desabafo


“Iremos aprovar todo e qualquer ato do governo municipal que venha beneficiar Boca do Acre. Não tenho motivos para denegrir a imagem da prefeita, do vice-prefeito e de qualquer um dos secretários, por isso, não admito que pessoas do governo venham sujar a minha imagem!” Exclamou.

“Não faço demagogia política, não faço revolta popular, apenas luto pela população, pelo direito do cidadão”. O presidente falou desta forma se referindo a uma reunião que o mesmo teve com os servidores públicos na última sexta-feira (6) na Maçonaria e, por conta dessa reunião, algumas pessoas ligadas ao governo municipal ficaram revoltadas com ele.

“Veremos quem é o vereador de meia tigela. Na Câmara não reduzi e nem zerei salários de servidores e muito menos contratei parentes”, ressaltou.

“Nunca denegri a imagem da administração, falo de condutas administrativas, falo institucionalmente e não pessoalmente. Foi um desabafo, mas era necessário. Estou com a consciência tranqüila, estou trabalhando com convicção”, disse.

“Temos que andar pra frente, temos que falar do hoje, do executivo de hoje e do legislativo de hoje e esquecer o passado. Não vou maltratar as pessoas que não votaram em mim e, se eu fosse a prefeita não estaria preocupado em anular concurso público e sim em fazer concurso público”, afirmou.

“Estamos com 70 dias consumindo água que não é água é lama, não sei se é melhor banhar-me no rio ou em casa”, criticou.

“Boca do Acre, vamos olhar pra frente, pois é pra lá que vamos”, finalizou.

Todas as matérias propostas pelos vereadores foram aprovadas por unanimidade.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Adriano Munhoz, Secretário de Finanças do Governo municipal foi até à capital amazonense a fim de resolver problemas administrativos bem como tomar decisões relevantes ao município de Boca do Acre. Em entrevista ao Portal do Purus, Munhoz afirmou que a viagem à Manaus obteve os resultados esperados e, Boca do Acre pode esperar, para breve, ótimas notícias, que irão alavancar o processo de desenvolvimento do município.

Segundo Adriano, alguns processos que estavam emperrando a máquina pública foram apreciados e estão em fase de resolução. “Para o final do mês de março, Boca do Acre vai ter uma agradável surpresa. A minha intenção era dar essa boa notícia agora, entretanto, a burocracia não permitiu que isso fosse possível, mas, tranqüilizo a todos os bocacrenses e digo que nosso município terá, em futuro bem próximo, dias melhores”, disse o secretário.

Adriano Munhoz revelou que essa surpresa se refere aos entraves relacionados ao INSS, que se não fossem resolvidos com máxima brevidade, poderiam obstruir totalmente o decurso da gestão executiva atual.

“Aproveitei a ida à Manaus para tratar de outros assuntos importantes, como convênios a serem reativados e outros que foram recém firmados com a Caixa Econômica Federal”, mencionou Munhoz.

O Secretário de Finanças e Administração fez uma relação dos convênios que irão beneficiar o município.


Construção de 28 casas populares para pessoas que ganham até 4 salários mínimos. Adriano ressaltou que a área indicada não é aconselhável (Loteamento Samambaia), uma vez que se houver outra subida desenfreada das águas dos rios que circundam Boca do Acre, o local pode ser atingido. Munhoz ainda se pronunciou afiançando que a prefeitura de Boca do Acre ainda vai em busca de ampliar esse convênio, objetivando atender mais famílias.

Reativação do convênio para o término da construção da Feira Coberta, no bairro Praia do Gado. Adriano falou que a obra está bloqueada por falta de prestação de contas, da ordem de 10 mil reais e, também, pela ausência de documentação.

Convênio firmado para a construção de poços artesianos no interior do município.

Obra de calçamento do bairro Praia do Gado.

Entre estes convênios, ainda existem outros que estão prestes a serem sacramentados “para o bem do povo de Boca do Acre”, completou Munhoz.

Como fora afirmado no início da matéria, Adriano reiterou que Boca do Acre pode esperar boas surpresas. “Em breve, com prazo até o final do mês, o município vai receber uma notícia maravilhosa no que concerne ao INSS, uma vez que a partir do momento em que formos abonados pela certidão negativa junto à instituição previdenciária, estaremos totalmente aptos a receber obras do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento). Reitero a todos que existe um imenso pacote de obras e Boca do Acre, sem sombra de dúvidas, será beneficiada”, finalizou Adriano.

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015