Boca do Acre

Atualidades

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Belissímos sapatos e vestidos por preços arrasadores. Aproveite! Promoção válida até o final de abril

confira aqui os preços arrasadores

LORATA

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O deputado Adjuto Afonso (PDT) repercutiu esta semana, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o acordo de cooperação técnica assinado na semana passada, em Brasília, entre a Confederação Nacional dos Pescadores (CNPA) e o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), que permitirá o acesso das colônias de pescadores dos municípios ao banco de dados do INSS, dando celeridade aos serviços solicitados pela classe.

"O deputado Walzenir que é o representante legítimo do pescador brasileiro, do Amazonas, assinou em Brasília com o INSS através da Confederação Nacional dos Pescadores, um convênio que vai beneficiar mais de 700 mil pescadores de todo o Brasil, 70 mil só no Amazonas. Isso vai facilitar os serviços que os pescadores necessitam, como pedidos de aposentadoria e acesso ao seguro defeso, dentre outros", disse o deputado.

O acordo, assinado pelos presidentes da CNPA, Walzenir Falcão, e do INSS, Francisco Soares Lopes, tem por objetivo acabar com a burocracia no atendimento aos pescadores, que, em muitos casos, têm que sair da localidade onde moram e viajar centenas de quilômetros até chegar a um posto da Previdência Social.

Conforme a CNPA, o acordo de cooperação técnica beneficiará mais de 70 mil trabalhadores do setor pesqueiro do Amazonas. As colônias de pescadores nos municípios terão acesso ao sistema do INSS, facilitando o atendimento aos trabalhadores, além de diminuir as filas nos postos da capital. Segundo o INSS, o treinamento dos funcionários dsa colônias já inicia na próxima semana, com duração de três meses.

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

PREFEITO BOLIVIANO AMARRADOA história a seguir pode até parecer de cinema. Javier Delgado, prefeito da cidade de San Buenaventura, na Bolívia, foi amarrado por quase uma hora em uma armadilha de madeira por não cumprir promessas da candidatura. Segundo os moradores locais, o prefeito tem uma administração ruim.

Delgado explicou ao jornal El Deber na última segunda-feira (26) que ele sentiu “uma profunda tristeza que a população não está informada”, além de ser uma punição “mais do que física, moral”.

Na imagem divulgada também pelo jornal El Deber, ele aparece cercado de cachorros, fumando um cigarro e sendo observado por diversos moradores da pequena cidade.

Terceira vez

O município de apenas 8 mil cidadãos já realizou esse mesmo caso há um tempo atrás e como o mesmo político. Esta é a terceira vez que Javier passa por essa situação, em apenas dois anos de governo. Segundo o jornal El Deber, ele nega ter feito alguma coisa de errado e se diz perseguido pelos madeireiros endinheirados da cidade, que estariam espalhando “boatos”.

“Foi tudo uma confusão provocada por pessoas que espalharam mentiras com o intuito de revogar meu mandato”, disse o prefeito. “Não consegui me defender. O castigo foi definido rapidamente. Só consegui explicar depois”, continua.

Questionado se pretende tomar ações legais contra o castigo, ele disse que não. “Não é culpa da população. É culpa das pessoas que perderam o poder que sempre tiveram.”

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015