Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Boca do Acre

Atualidades

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

A taxa de inscrição para o Vestibular custa R$ 100,00 e a do SIS, R$ 70,00. Provas acontecem nos dias 22, 23 e 24 de outubro


O período de inscrições e pagamento do boleto para o Vestibular e Sistema de Ingresso Seriado (SIS) 2017, acesso 2018, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) encerra nesta sexta-feira (1°). As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente no portal www.uea.edu.br.

A taxa de inscrição para o Vestibular custa R$ 100,00 e a do SIS, R$ 70,00. Desta vez, o edital dispõe de 5.732 vagas, sendo 274  para indígenas e 368  para Pessoa com Deficiência (PCD).

Isenção das taxas

A UEA divulgou, no dia 23 deste mês, o resultado da solicitação de Isenção da Taxa de Inscrição do Vestibular e SIS 2017, acesso 2018. Os candidatos com solicitação deferida estão automaticamente inscritos no certame. As inscrições pagas seguem até o dia 1º de setembro. O objetivo do processo de isenção é oferecer condições de participação aos candidatos que não disponham de recurso financeiro para pagar a taxa de inscrição e que tenham atendido integralmente os critérios definidos no edital.
Provas

As provas do Vestibular acontecerão nos dias 22 (Conhecimentos Gerais) e 23 (Conhecimentos Específicos e Redação) de outubro, com início às 13h e fechamento dos portões às 12h50, horário de Manaus. As provas do SIS ocorrerão no dia 24 de outubro, com início às 13h e fechamento dos portões às 12h50, horário de Manaus.

Prova Prática do Curso de Teatro e Prova Teórica de Conhecimentos Específicos Musicais – do curso de Música acontecerá no dia 17 de setembro. Já a Prova de Habilidade Específica – Prova Prática dos Cursos de Dança e Música – acontecerá no dia 24 de setembro. As provas serão realizadas exclusivamente em Manaus.

Confira os editais:

VESTIBULAR – UEA

SISTEMA DE INGRESSO SERIADO – SIS – UEA

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O deputado Adjuto Afonso (PDT) comentou na manhã desta quarta-feira, 30, a instalação do quinto entreposto da Zona Franca de Manaus (ZFM), que funcionará em Cariacica, município do Espiríto Santo, localizado a 15 quilômetros da capital, Vitória. O parlamentar considera positivo o fato do Amazonas dispor de mais uma alternativa para escoar a produção local.

"Tem uma importância fundamental ter um entreposto instalado no Estado do Espírito Santo, precisamos diversificar a nossa distribuição de produtos, que são fabricados aqui, no Pólo Industrial. Isso para a nossa economia é muito positivo, é uma facilidade próximo dos grandes centros de consumidores, de escoar a produção para esses locais e lá serem distribuídos, principalmente no município de Cariacica, da região metropolitana onde tem portos", disse Adjuto Afonso em entrevista à imprensa local.

O deputado estadual Sandro Locutor (Pros), do Espírito Santo, que está em Manaus para participar das discussões sobre o tema, falou que a iniciativa deverá movimentar a economia naquela região. 

"Estou capitaneando uma equipe do meu Estado do Espírito Santo, aonde estamos numa discussão plena para a instalação de um entreposto no meu Estado, especialmente no meu município de Cariacica. É importante salientar, em especial pra voce, cidadão amazonense, que nós seremos um braço, uma extensão do Estado do Amazonas. O Espírito Santo não retirará nada do Amazonas, pelo contrário, hoje o Amazonas tem uma grande possibilidade de produção, mas que é reprimida em alguns segmentos até por causa da questão da estocagem, e lá nós temos uma condição muito mais fácil de dar maior acessibilidade aos grandes centros consumidores do Brasil", ressaltou o deputado Sandro.

O Amazonas já conta com entrepostos instalados no Rio de Janeiro (Rezende), Minas Gerais (Uberlândia), Santa Catarina (Itajaí) e Pernambuco (Ipojuca). Está em negociação os Estados do Tocantins (Praia Norte), Pará (Santarém) e Goias (Anápolis).

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O estudo , registrado sob o número AM-09298/2014, foi realizado nos dias 21, 22, 23 e 24 de agosto, envolvendo diversos bairros localizados nas 13 zonas eleitorais de Manaus e 12 zonas do interior
Se o segundo turno da eleição suplementar para governador do Amazonas fosse hoje o candidato Amazonino Mendes (PDT), da coligação ‘Movimento pela reconstrução do Amazonas’, obteria 42,9% dos votos dos eleitores, contra 27% do candidato Eduardo Braga (PMDB) , da coligação ‘ União pelo Amazonas’. É o que revelam os últimos números, divulgados ontem, do levantamento do INSTITUTO DIÁRIO DE PESQUISA (IDP). Haveria, ainda, 21,8% de votos em branco ou nulos e 8,3% de indecisos.

A pesquisa, registrada da Justiça eleitoral sob o número AM-09298/2014, foi realizada nos dias 21, 22, 23 e 24 de agosto, envolvendo diversos bairros localizados nas 13 zonas eleitorais de Manaus e 12 zonas eleitorais do interior do Estado. Foram entrevistados 1.600 eleitores. O estudo foi conduzido de modo que a margem de erro máxima seja de 2,45 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança a 95%, o que garante que se a pesquisa fosse feita 100 vezes, repetindo-se as mesmas condições, então, em aproximadamente 95 destas vezes, as proporções obtidas em cada resposta, com uma variação de 2,45% para mais ou para menos, estariam estimando o pensamento do Estado.

O levantamento foi domiciliar, sendo entrevistado um único eleitor por domicílio. Os domicílios foram escolhidos através de sorteio, tendo todos iguais chances de fazer parte da amostra.

Contabilizando apenas os votos válidos (não somam-se os nulos, brancos e indecisos), Amazonino obteria 61,4%, contra 38,6% de Braga. A pesquisa também perguntou aos eleitores se a opção dos votos é definitiva ou pode mudar. O resultado foi que, hoje, 79,1% disseram que a opção é definitiva e 16,7% que ainda pode mudar. E ainda há 4,2% de eleitores que ainda aparecem como indecisos se mudam ou não sua opção de voto.

Os eleitores do Amazonas voltam às urnas no próximo domingo, dia 27 de agosto. A eleição suplementar foi determinada pela Justiça Eleitoral, que cassou o mandato do ex-governador José Melo (PROS) por compra de votos e decidiu que a eleição do próximo governador deveria ser direta, com o voto dos 2,3 milhões de eleitores do Estado.

Na última terça-feira, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu manter a cassação rejeitando seis embargos de declaração e abrindo caminho para a diplomação da nova chapa que vier a ser eleita.


Candidatos fazem seus últimos comícios antes do dia da eleição

Os candidatos ao governo do Estado na eleição suplementar Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB) realizaram, ontem, os últimos comícios da campanha eleitoral. Eduardo Braga concentrou eleitores em uma reunião pública no município de Rio Preto da Eva. Em seu discurso, ressaltou que o contato com povo é fundamental para conhecer a realidade do interior. No final da tarde, o candidato realizou uma passeata em Itacoatiara.

Acompanhado de deputados, vereadores e prefeitos, Braga avaliou positivamente a campanha e disse que Estado voltará a incentivar a produção agrícola local para a merenda escolar.

No bairro Terra Nova II, zona norte de Manaus, o candidato Amazonino Mendes contou com a presença de políticos como o senador Omar Aziz (PSD) e o prefeito de Manaus Arthur Neto. Durante o discurso, o candidato falou sobre o apoio dos aliados e destacou a importância do prefeito Arthur Neto, em sua campanha.

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015