Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Colunas

A jornada de volta para casa

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

“Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se”. (Lucas 15.24)


Semana agitada, cheia de compromissos e o Whatsapp que não para de preencher até os minutos que parecem ser de descanso. Essa costuma ser nossa rotina. Caminhamos semana após semana sem parar para refletir sobre a vida e as escolhas. Deus deseja falar ao nosso coração a todo instante, mas fugimos para as distrações enquanto podíamos simplesmente ouvir o que Ele deseja nos falar.

E foi em um domingo à tarde, em uma sala de cinema, assistindo a um filme, que Ele resolveu aproveitar meu hobby preferido para me lembrar de uma parábola. Eu só não esperava ver o ator britânico Dev Patel como personagem principal de uma história que Lucas narra. O filme “Lion – Uma Jornada Para Casa” conta o drama de Saroo, um garotinho indiano que se perde de seu irmão Guddu em uma estação de trem em Calcutá. Depois disso sua vida muda completamente. Alguns diriam que até para melhor, devido ao fato de ele ser adotado por uma família australiana. Suas possibilidades para uma carreira bem sucedida só aumentam no seu novo país.

Mesmo após os anos o transformarem em um jovem bem educado e com uma perspectiva sem as limitações de seu pobre país, algo parece pulsar dentro de Saroo: suas raízes clamavam por ele. Os flashes da sua infância ficam constantes e a volta para casa é o desejo que o consome. Não! Não vou deixar spoiler aqui. A questão da citação do filme é a observação quanto à decisão de voltar para casa. Nos perdemos em muitas coisas que até parecem boas, mas é necessário pensarmos qual caminho temos trilhado. No livro de Provérbios 14.12, diz: há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte. Somente quando permitimos que Deus nos guie podemos confiar que chegaremos com segurança ao destino que Ele planejou para nossas vidas.

Pode ser que estejamos ocupados em muitas coisas para Deus e não no que fomos chamados por Ele para fazer de fato. Deus utilizará variadas formas para nos direcionar à Sua perfeita vontade. Podemos nos perder no muito e, assim, não encontrar o essencial. O filho pródigo estava perdido e foi achado, mas para isso foi preciso ele refazer o caminho de volta. O que Deus tem sussurrado ao seu coração? É preciso você se posicionar diante da voz do Pai, pois somente Nele somos plenos. Nosso Deus sabe o melhor para a nossa vida, mesmo assim, Ele nos deixa livres para escolhermos o que queremos. Se Deus já sabe o final da história, por que pensamos que sabemos o que é melhor para nós?

Decida voltar ao caminho! Peça a Deus para te ensinar por onde andar, qual a melhor escolha a se fazer. Somente assim não perderemos a viagem! E é bom nos lembrarmos de que nossa casa não é aqui, viva pelo que é eterno todos os dias.

:: Sarah Lima

Curta nossa página no Facebook

Cantor Victor presta depoimento sobre acusação de agressão

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Victor Chaves, da dupla com o irmão Leo, prestou depoimento na delegacia de mulheres, em Belo Horizonte, Minas Gerais, neste domingo (12). O artista, suspeito de agredir Poliana Bagatini, foi ouvido por cerca de duas horas. Além do cantor, que deletou as fotos com a empresária após a denúncia, a mãe dele, Marisa Chaves Zapalá Pimentel, e a irmã, Paula Chaves Zapalá Pimentel, também foram ouvidas, por cerca de uma hora cada uma. A Polícia Civil deve concluir o inquérito ainda nesta segunda-feira (13).

'Nunca agredi ninguém na minha vida', disse Victor

Ao ser questionado pela repórter do "Fantástico" se não havia batido em sua esposa ele reforça: "Absolutamente. Nunca agredi ninguém na minha vida, muito menos a minha mulher, grávida do João. Gostaria de fazer um esclarecimento. Minha família é meu bem maior. Eu só quero preservar minha família de toda a exposição negativa que vou ter que carregar ". Victor e Poliana já são pais de Maria Vitória, de 1 ano.

Poliana alegou ter recebido chutes do cantor

O sertanejo está sendo investigado com suspeitas de ter agredido sua mulher, Poliana, que está grávida de seu segundo herdeiro. No dia 24 de fevereiro, a empresária foi a delegacia e prestou queixa contra o marido, alegando que os motivos do crime foram fúteis e que foi jogada no chão e recebeu diversos chutes. Além disso, ao tenta escapar da agressão, foi impedida de sair do local por um segurança e a cunhada, Paula Chaves. Poliana desistiu de prestar depoimento e não fez o exame de corpo de delito.

Marisa, mãe de Victor, muda a versão e afirma que empresária se jogou e se debateu no chão

Em uma outra versão dada à Polícia, Marisa Chaves , mãe de Victor também prestou queixa e disse que a nora foi ao seu apartamento transtornada, fez ameaças e quebrou objetos da residência. Ela ainda afirmou que Paula tentou acalmar a cunhada e que Victor apenas a segurou pelo braço, pedindo mais calma. Poliana teria se jogado no chão chorando e começado a se debater.

Mulher do sertanejo minimiza situação após denúncia: 'Não considerei que tivesse ocorrido qualquer crime'

Poliana publicou uma carta em um perfil de rede social em que afirmou que "em momento algum considerou que tivesse ocorrido qualquer crime". Depois, a mulher do cantor minimizou a situação e declarou que a briga começou após um desentendimento com a sogra e ainda garantiu que não foi machucada: "S em sentir o apoio do Victor, que tentou me conter, vi na polícia um lugar em que me senti amparada".
 
Curta nossa página no Facebook

Você é um cidadão do universo!

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

universoVocê, que desceu à Terra para mais uma experiência no corpo, jamais deixou de ser um cidadão do universo. Sua verdadeira natureza não é desse ou daquele lugar, mas do infinito. Sua casa é no coração do Todo e tudo que vive é seu próximo.

Você pode lembrar-se de muitas vidas, em diversos lugares, mas você é uma consciência espiritual, que não nasce nem morre, só entra e sai dos corpos perecíveis. Você tem cara de gente, mas o seu rosto espiritual tem a cara da luz.

Você deita o corpo físico no leito, diariamente, mas não fica dentro dele, mesmo que nem saiba disso. Enquanto a natureza faz o seu trabalho de regeneração do veículo denso, você, o eu real, se desprende para fora dele e viaja com o corpo sutil pelos planos extrafísicos, encontra seus amigos astrais e realiza atividades de estudo e trabalho, naquelas moradas além da Terra. E, quando volta ao corpo, nem se lembra disso.

No entanto, dentro ou fora do corpo, é você mesmo o tempo todo. Quando você rememora vivências de outras vidas na carne, isso ainda é um evento menor. Na verdade, você precisa se lembrar mesmo é de algo a mais, além das lembranças de vidas passadas – muitas vezes, cheias de condicionamentos limitantes e coisas mal-resolvidas. Você precisa se lembrar das cidades astrais e dos sítios extrafísicos, para perceber que veio de outros planos e que é um Ser de Luz, um viajante eterno, e que nada pode limitar o seu progresso ou condicioná-lo a este ou àquele corpo – ou àquela vida ou situação específica.

Você carrega o fogo estelar em seu peito. Você não é branco, negro, amarelo ou vermelho. Você é da raça da Luz! Você é parceiro das estrelas, sempre foi.

No momento, você está hospedado num corpo denso emprestado pela Mãe Terra. Então, agradeça a Ela pela oportunidade de aprender algo bom enquanto na carne. E trate corretamente o veículo de argila que Ela lhe emprestou. Tenha respeito e admiração por quem o recebe e o ajuda em sua evolução.

Porém, jamais se esqueça de sua verdadeira natureza espiritual. Mantenha os pés no chão, mas permaneça ligado ao Alto, de onde vêm suas melhores inspirações. Respeite o caminho terrestre, por onde for, mas não perca o brilho estelar dos seus olhos, nem deixe as coisas do mundo bloquearem sua luz.

Da mesma forma que o barco pode entrar no rio, mas o rio não pode entrar nele – pois afundaria –, entre no mundo, mas não deixe as coisas do mundo afundarem o seu barco espiritual e afogarem a sua lucidez. Viva o que tem que ser vivido, mas sem perder o discernimento e a luz do espírito por causa disso.

Você é mais do que imagina. E, se concentrar melhor sua atenção, desbloqueará diversos de seus potencias adormecidos. Se resolver melhorar, melhorará! Mas nada acontece da noite para o dia. Tudo demanda esforço e paciência, e a ansiedade com qualquer resultado a curto prazo, com certeza, envenenará seus melhores propósitos. Apenas estude e trabalhe da melhor forma possível, sem preocupações com resultados ou condições. O seu esforço correto o levará a prestar atenção em algo a mais, na vida e em você mesmo. E isso é um tipo de melhoria.

Você é um cidadão do universo. Sempre foi, e sempre será… Lembre-se disso!
 
(Texto de Wagner Borges)

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015