Esporte

Esporte

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Após um ano de 2017 muito ruim no Flamengo, em que foi criticado por torcedores após algumas falhas no clube, o goleiro Alex Muralha foi emprestado ao Albirex Niigata, do Japão, por onze meses, até 1° de fevereiro de 2019, para a disputa desta temporada de 2018, com opção de compra.

O clube disputará a segunda divisão japonesa neste ano e contará com o goleiro brasileiro, que já está providenciando os trâmites para concluir o negócio. Ele viajará a Niigata no dia 5 de fevereiro para assinar o contrato, válido a partir de março, e realizar exames médicos no clube japonês.
 
Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Gols, dribles, passes e jogadas bonitas não faltaram. Nesta quarta-feira, o Paris Saint-Germain venceu o Dijon por 8 a 0 em partida válida pela Ligue 1 e Neymar teve atuação de gala. O brasileiro marcou quatro gols e deu duas assistências, mas foi vaiado pela torcida do PSG e saiu de campo cabisbaixo e sem falar com a imprensa.

A polêmica, mais uma vez, aconteceu por causa de uma penalidade máxima. Aos 37 minutos do segundo tempo, Cavani sofreu um pênalti e teve seu nome gritado pela torcida. Se o uruguaio balançasse as redes, chegaria aos 157 gols e se tornaria o maior artilheiro da história do clube, à frente de Ibrahimovic. No entanto, Neymar pegou a bola e converteu a cobrança - e, por consequência, ouviu a insatisfação dos torcedores.

Após a apito final, segundo o , o camisa 10 não se juntou aos companheiros na hora de cumprimentar a torcida. Procurado por um repódirter, Neymar também não quis conversar com a imprensa e passou rapidamente a um membro da comissão técnica o troféu que recebeu como melhor jogador da partida.

Companheiro de Neymar no PSG, o lateral-direito Meunier contemporizou o acontecido: disse que as vaias da torcida foram um ato de ingratidão, mas que o brasileiro poderia ter deixado Cavani bater o pênalti.

"Esse gesto é uma pena e um pouco ingrato (a vaia). Como eu disse antes ele fez quatro gols e deu duas assistências e Cavani é da casa, já faz alguns anos que está aqui e sempre tem uma atitude correta com o clube e os torcedores, além de ser um excelente jogador.Ele é muito querido. Neymar poderia ter dado a bola, seria um gesto de fair play, mas no papel é Neymar quem deve bater os pênaltis e tem essa responsabilidade. Não tem polêmica a ser feita com isso. Eu diria que é normal o que aconteceu", afirmou.
 
Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Atlético e Palmeiras acertaram a troca do lateral-direito Marcos Rocha, de 29 anos, pelo atacante Róger Guedes, de 21. O vínculo de ambos será de empréstimo de uma temporada.

Para assinar com o Verdão, Marcos Rocha renovou contrato com o Galo até dezembro de 2019. O lateral-direito chega com passe fixado.
Antes de assinarem os contratos, os jogadores passarão por exames médicos.

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015