Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Cabeçalho Editorial Palavra de Fé

Palavra de fé

Palavra de Fé

Você não deve sofrer as influências do passado

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Filipenses 3.13-16

Esse texto de Filipenses se refere a alguém correndo com o seu peito para frente e com as mãos apontando para o alvo, para o objetivo, e os olhos fixos nele. O passado deve nos servir apenas como memorial de libertação. Já se diz por aí que quem vive do passado é museu e o diabo.

O passado sempre estará em nosso presente enquanto não for resolvido. Enquanto o seu passado estiver profetizando em seu futuro, a sua vida não romperá. É preciso entender que as coisas velhas já passaram e eis que tudo se fez novo.

Jesus ama o pecador, mas odeia o pecado. Ele o recebe como é, mas não suportará como você tem procedido. Ele vomita fora. E a sua salvação está em jogo. Em Números vemos que o povo saiu do Egito, mas permanecia atado ao passado. Enquanto estavam atados ao passado não puderam ver o presente nem o futuro.

O milagre é resultado de uma proclamação, de uma vida de adoração e de gratidão a Deus, pelo que Ele fez e também pelo que fará. Viver o verdadeiro milagre é perceber o céu na terra, é estar ligado constantemente ao Senhor.

José, mesmo ferido por seus próprios irmãos, decidiu não viver debaixo da amargura e entrou pela rota da cura. Ele tinha tudo para ser um neurótico, um fracassado, mas Deus alterou o futuro de José e o fez prosperar na terra da aflição. Jesus quer te curar do seu passado, assim como José foi curado dos conflitos da infância. Foi colocado em um poço, depois, no cárcere. Foi perseguido por ter um bom caráter, ficou decepcionado por ter confiado nas pessoas e ainda enganado na cadeia.

Depois de tudo que passou, José afirma que Deus o curou e a prova disso é a prosperidade que viveu depois de todos os conflitos. Há aqueles que pensam que José tinha apenas sementes para dar, mas, na verdade, as pessoas queriam, além das sementes, conhecer o homem que as havia guardado enquanto todos esbanjavam.

Aprenda com José, deixe Deus promover a cura e te libertar do seu passado, só assim terá a prosperidade sobre sua vida.

“Enquanto o seu passado estiver profetizando em seu futuro, a sua vida não romperá”.

:: Joel Pereira

Curta nossa página no Facebook

Você achará descanso para a sua alma

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Mateus 11.28-30

Conhecemos o alívio quando temos uma dor insuportável e o médico descobre a causa e faz a medicação certa; quando encontramos o banheiro a tempo; quando encontramos algo importante que havíamos perdido; quando encontramos um posto de gasolina em uma estrada perigosa no momento em que o combustível estava acabando; quando terminamos um curso que começamos; quando atingimos os alvos; quando temos um tempo de descanso e, até mesmo, quando conseguimos um trabalho depois de algum tempo desempregados. Podemos dizer que o alívio tem a ver com o momento que a pessoa está vivendo naquela ocasião.

Temos visto muitas pessoas que chegaram aos seus limites físicos, emocionais e espirituais. Vivem estressadas porque estão além de seus limites e, como consequência, sofrem com tristeza profunda e desânimo de viver. Jesus, diante de uma sociedade de escribas, fariseus, pobres, escravos, viúvas, órfãos, desempregados, religiosos seguidores da lei de Moisés, fez um convite de alívio para quem se encontrava nessa condição de desespero.

O Seu convite é o que se encontra narrado no livro de Mateus 11: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

Para ter o alívio proposto por Jesus é necessário que você aceite seguir a direção Dele para sua vida, seja discipulado e ensinado para alcançar o descanso. Qual o motivo do seu cansaço? Vá até Jesus que Ele pode te aliviar. Ficamos livres de muitos sofrimentos quando resolvemos nos submeter a aprender. Uma pessoa pronta para ouvir e aprender terá muita alegria em sua vida. Não se deixe desviar ou desanimar de suas tarefas por insucessos. O descanso é dádiva e não será pelo esforço.

“Para ter o alívio proposto por Jesus é necessário que você aceite seguir a direção dEle para a sua vida, seja discipulado e ensinado para alcançar o descanso”.

:: Joel Pereira

Curta nossa página no Facebook

Quando soar a última trombeta!

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Não desperdiçamos apenas a comida, os bens e as oportunidades. Desperdiçamos também a graça de Deus. O desperdício na área religiosa é enorme. Temos desperdiçado a esperança cristã. Ora porque não conhecemos o tamanho da esperança, ora porque não acreditamos nela, ora porque simplesmente não nos apropriamos dela.

A Bíblia fala da ressurreição dos mortos e também da transformação dos vivos. São duas esperanças gêmeas de igual importância. Parece que a esperança da ressurreição do corpo é mais conhecida do que a esperança da transformação do corpo. Mas elas vão acontecer no mesmo dia. Paulo explica:

Nem todos vamos morrer, mas todos nós vamos ser transformados, num instante, num abrir e fechar de olhos, quando tocar a última trombeta. Ela tocará, os mortos serão ressuscitados como seres imortais, e todos nós seremos transformados. (1Co 15.51-52)

Tanto a transformação dos vivos como a ressurreição dos mortos serão a maior graça que a humanidade poderia desejar ou esperar. Tanto uma como a outra fazem parte daquela surpresa que parece impossível e “que jamais alguém pensou que podia acontecer” (1Co 2.9).

Os corpos dos vivos transformados serão iguais aos corpos dos mortos ressuscitados. Serão corpos gloriosos, sem vestígio de alguma imperfeição. Eles serão novinhos em folha. Ficarão totalmente livres do pecado interior (a tal pecaminosidade latente, a propensão pecaminosa até então incurável) e da deterioração física e mental (portanto, livres da morte). As marcas deixadas pela doença, pela idade avançada e pelas tragédias da vida anterior desaparecerão por completo.

:: Ultimato

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015