Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Purus

Purus

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer (Setul), abre as inscrições de cavalos e quadriciclos para a Cavalgada 2017. Os cadastros podem ser feitos até o dia 20 próximo, das 8 às 16h, no prédio do órgão estadual, localizado na Arena da Floresta.

Para quem vai a cavalo, é necessária a apresentação do Guia de Transporte Animal (GTA), do Exame de Anemia Infecciosa Esquina (AIE), e cópias do RG e CPF do responsável pelo animal. Já os motoristas de quadriciclos precisam portar, no ato da inscrição, a nota fiscal do veículo e uma cópia do RG e do CPF do condutor e/ou proprietário do equipamento.

“As inscrições das duas categorias serão feitas de forma gratuita. Reforçamos a importância do cadastro, para que tenhamos uma base de quantas pessoas estarão a cavalo e de quadriciclo, facilitando, assim, a organização do evento. Lembramos que no dia nossas equipes estarão fiscalizando quem submeteu a inscrição, pois só esses poderão participar”, explica a gestora da Setul, Rachel Moreira.

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O Acre é o convidado de honra do governo da Colômbia para apresentar suas experiências na política ambiental. O encontro de prefeitos e governadores, apoiado pelo Banco Mundial, está sendo realizado no Hotel Tequendama, em Bogotá – capital federal – com a presença do ministro do Meio Ambiente daquela nação, Luis Gilberto Murillo, e do gerente do Banco Mundial no país, Issam Abousleiman.

O governador Tião Viana apresenta a política e os resultados do Acre para os governadores Álvaro Pacheco (Caquetá), Javier Zapata (Guainía), Nebio de Jesús Echeverry (Guaviare), Marcela Amaya García (Meta), e os prefeitos de Cartagena, Luis Francisco Vargas, e de Miraflores, Jhonivar Cumbe, além do general do Exército colombiano Augusto Parra e equipe do governo e organizações convidadas.

Acompanham o governador Tião Viana o deputado Léo de Brito, pela Câmara Federal, representando o parlamento brasileiro, e os prefeitos de Jordão, Elson de Lima, e de Brasileia, Fernanda Hassem, que também apresentarão suas experiências na área de saneamento integrado e polo de desenvolvimento econômico de proteína animal de suíno e ave, com envolvimento direto da base comunitária, respectivamente.

Com objetivo da troca de experiências e discussão em torno do tema do desmatamento, o evento reúne experiências e desafios de estados e municípios sul-americanos em um diálogo voltado para uma Amazônia livre da devastação florestal.

O Acre apresenta seu modelo fruto de um grande esforço de decisão política, cujos investimentos em alternativas que visam adequar a aptidão econômica de cada região dada pelo ZEE, que respeitem a legislação, inclua as pessoas e permitam o desenvolvimento com tecnologia que agregue valor aos produtos sobretudo em uma estratégia de envolver as comunidades organizadas em cooperativas, comunidades tradicionais e indígenas, e, ainda, aquelas residentes nas cidades.

“Precisamos acreditar que podemos desenvolver esse modelo. Para isso, são necessárias três coisas: acreditar que é possível, a diversificação da base econômica e apostar em qualidade do que se produz, incorporando tecnologia”, Tião Viana.

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Cacoal teve o primeiro caso de morte de macaco por febre amarela confirmada pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) em 2017. A amostra com o resultado positivo de exames em amostra do animal foi colhido pelo Laboratório Central (Lacen) e concluído no mês de junho. Ele foi encontrado morto por moradores da zona rural do município no mês de janeiro.

Outros dois animais com suspeita da doença foram encontrados em outros dois municípios e o estado aguarda o resultado das amostras enviados para análise. O último “É esperado encontrar o vírus positivo na mata porque é lá que ele circula, mas isso não quer dizer que estamos livres de um surto. Mas Rondônia tem um índice de risco muito baixo. Assim que esse animal foi encontrado, uma equipe de Cacoal fez uma varredura em toda a área onde o animal estava para identificar pessoas não vacinadas, mas eles não encontraram ninguém sem vacinação”, disse Arlete Baldez, diretora da Agevisa.

A diretora explica que a melhor forma de prevenir a doença ainda é a vacina. “Se a pessoa pretende entrar na mata, ela tem que se vacinar 10 dias antes, porque o mosquito está lá e ela pode ser picada. Os moradores da área rural também têm que se vacinar porque eles convivem ali e tem mais chances de pegar a doença”, explicou.

A vacina contra a febre amarela está disponível nas Unidades Básicas de Saúde durante toda a semana. Antes, a pessoa ficava imune contra a doença por 10 anos, mas o Ministério da Saúde confirmou que o paciente está imune com apenas uma dose. Com informações Rondônia Agora.

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015