Purus

Purus

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

SeducEm uma iniciativa inédita no Estado, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) premiará, a partir deste ano, os estudantes da rede pública estadual com os melhores desempenhos em média e freqüência escolar.

De acordo com o secretário de Estado de Educação, professor Gedeão Amorim, a premiação que será concedida aos alunos em forma de caderneta de poupança é parte de uma política já implementada pelo Governo do Estado visando estimular a obtenção de índices progressivos na Educação.

“O reconhecimento público ao desempenho dos alunos por meio de prêmio (em poupança) vem somar-se aos prêmios que já são oferecidos anualmente pelo Governo do Estado às escolas (Prêmio Escola de Valor) e aos educadores (14º e 15º salários)”, informou o secretário.

Segundo ele, o prêmio em poupança será destinado a estudantes do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e a estudantes do 3º ano do Ensino Médio, séries finais de cada ciclo.

Tendo com base o desempenho escolar do ano de 2008, neste início de 2010, a Seduc já concederá as premiações em caderneta de poupança ao total de 51 estudantes que alcançaram média escolar 9,5 em todas as disciplinas e registraram freqüência escolar de 95%.

Primeiras premiações


Os primeiros 51 estudantes que serão premiados com as cadernetas de poupança no valor de R$ 500 devem receber a quantia no início do mês de fevereiro durante a cerimônia de abertura do ano letivo que será presidida pelo Governador Eduardo Braga.

Com prêmios nos três níveis de ensino, a Escola Estadual Dom Milton Corrêa, é a única instituição que conseguiu atingir a meta nas três modalidades, sendo uma das escolas destaque nesta primeira edição do prêmio.

De acordo com a gestora da escola, professora Miguelza Menezes, o reconhecimento através da premiação é prova de que o trabalho conjunto entre professores e alunos vem funcionando. “Sem a cooperação mútua desses dois agentes é impossível conseguir colher bons frutos na área da educação. O professor precisa abrir caminhos e incentivar, mas o aluno precisa querer se envolver”, acrescentou.

Miguelza acredita que o trabalho interdisciplinar que a escola desenvolve e a promoção de várias atividades extraclasses como feiras culturais e simulados são ingredientes que contribuíram para que a instituição fosse premiada nas três modalidades. “Além de desenvolvermos da melhor forma possível o conteúdo programático de cada série, procuramos estar preparando o aluno para os exames que ele irá enfrentar como a Prova Brasil e Exame Nacional do Ensino Médio”, disse.

A aluna Fernanda de Oliveira, 14, umas das estudantes premiadas da Escola Estadual Dom Milton, relata que o prêmio foi algo inesperado e afirma não ter conhecimento de uma premiação igual a esta em outros Estados. “Sempre fui boa aluna e acredito que o método de ensino da escola foi um dos responsáveis por ela ter alunos classificados dos três níveis de ensino’, comenta.

Fernanda conta nunca ter sido premiada em nenhum concurso, mas garante que sempre procurou se dedicar bastante aos estudos. “Quando terminar o ensino médio, pretendo cursar uma universidade e o que tenho aprendido na escola vai me ajudar a passar em um dos processos seletivos para ingresso”, afirma a estudante.

Interior também se destaca


Dos 51 estudantes que receberão o valor de 500 reais, 36 são de escolas estaduais de Manaus. O segundo município com mais alunos premiados é o de Parintins, com oito estudantes classificados.

A gestora da Escola Estadual São José Operário, uma das instituições de Parintins com alunos premiados, Fátima do Nascimento, afirma que a classificação é retorno da dedicação, amor e carinho com que os profissionais da educação de sua escola vêm trabalhando. “O trabalho do professor só dá resultado se ele o fizer com responsabilidade”, afirma.

A gestora citou que a Escola Estadual São José Operário possui vários projetos extraclasses, entre eles o “Educação e Espiritualidade”. “Buscamos proporcionar um ensino que vai além da preocupação com o conteúdo, dispensando atenção ao individuo”, disse.

A premiação de R$500 aos alunos do Estado com bom desempenho não é a única de incentivo. O Governo do Amazonas e a Seduc oferecem a quantia de 30 mil reais do Prêmio “Escola de Valor” às instituições que alcançarem a meta indicada pelo Estado no Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb) e Índice da Educação do Amazonas (Ideam). Além disso, garante aos funcionários das escolas que alçaram 5,0 o 14º salário e o 14º e 15º salário as que alçaram ou superarem a média de 5,5.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

titulos de terraO governador do Amazonas em exercício, Omar Aziz, entregou no sábado, dia 9 de janeiro, mil títulos definitivos de posse de terra aos moradores do bairro Coroado, na  zona leste de Manaus, e revelou que o governo chegará a dezembro contabilizando a regularização de 57 mil propriedades, sendo 17.500 só este ano.


Em breve discurso Omar destacou os compromissos da atual administração que têm por meta melhorar a qualidade de vida das pessoas e lembrou que a ação  coordenada pela Secretaria Estadual de Política Fundiária (SPF) visa a regularização fundiária, por meio do projeto “Meu Lugar, Minha Vida”, desenvolvido pelo Estado há sete anos.


“Este documento não é apenas um simples pedaço de papel, mas representa o resgate da cidadania para milhares de famílias”, disse Omar.
Ele destacou, ainda, que a legalização transforma o posseiro em proprietário dos terrenos, dando-lhes segurança jurídica e o acesso a diversos benefícios como, por exemplo, o acesso a empréstimos e financiamentos em bancos, necessários à realização de melhorias do imóvel.
Omar lembrou, também, que a meta do Governo do Amazonas é chegar ao final deste ano com mais de 57 mil títulos definitivos de terra entregues  na  capital e interior do Estado, ao longo dos últimos oito anos. Deste total, 42 mil documentos já foram entregues em Manaus e 8 mil no interior.

Fonte: Governo do Estado do Amazonas

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

informaticaGoverno do Estado, por meio da Seduc ampliou processo de matrículas on-line para 23 municípios do Amazonas, dando maior agilidade ao processo, facilitando o atendimento à população e permitindo o intercâmbio de matrículas intermunicipais. Visando oferecer um atendimento ágil à população e dar maior celeridade ao procedimento de matrículas para a rede estadual de ensino, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) expandiu, neste ano, o processo informatizado das matrículas para 23 municípios do interior do Amazonas.

O atendimento nesta nova sistemática já está disponível à população do interior do Estado desde ontem (04).

De acordo com o secretário de Estado de Educação, professor Gedeão Amorim, a inovação atenderá os municípios de Alvarães, Anamã, Anori, Atalaia do Norte, Autazes, Benjamin Constant, Boa Vista do Ramos, Caapiranga, Canutama, Eirunepé, Iranduba, Itacoatiara, Japurá, Lábrea, Manacapuru, Maués, Nhamundá, Parintins, Rio Preto da Eva, Tabatinga, Tefé, Urucurituba e Urucará. “O processo informatizado de matrículas foi implantado com sucesso pelo Governo do Estado na capital e agora está sendo ampliado para 23 municípios, cuja população já pode procurar as escolas da rede estadual para obter informações e solicitar seu atendimento”, informou Gedeão Amorim.

O secretário da Seduc destacou que o Governo do Estado está oferecendo esta nova modalidade de atendimento não somente nos municípios próximos da capital. “Este serviço já está disponível em localidades distantes de Manaus, como é o caso de Tabatinga, que fronteira do Amazonas com a Colômbia”, citou Gedeão Amorim. Matrículas intermunicipais O secretário da Seduc citou ainda que a informatização do processo de matrículas além de agilizar o atendimento, disponibiliza um leque de novos serviços à população, como por exemplo a possibilidade de cadastro intermunicipal de estudantes. “Uma família que mora em Manaus, mas que no decorrer do ano se mudará para Parintins, por exemplo, poderá em Manaus solicitar matrículas para a escola que desejar em Parintins”, finalizou Gedeão Amorim. A assessoria de comunicação da Seduc informa que o processo de matrículas informatizada nos 23 municípios do interior ocorrem do dia 04 ao dia 12 de janeiro. O ano letivo terá início no dia 8 de fevereiro em todo o Estado.

Fonte: A Crítica de Humaitá

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015