Purus

Purus

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativa

mortetorreO auxiliar de serviços gerais Francélio Vieira Vinhorte, 30 anos, foi encontrado morto dependurado a 32 metros de altura em uma torre de uma emissora de Rádio, na Rua Rádio Farol, bairro Boa União.

Populares que caminhavam na Rua perceberam algo estranho na Torre e descobriram que era um homem dependurado e imediatamente comunicaram ao Ciosp que enviou uma guarnição.

O Corpo de Bombeiros Militar foi acionado e resgatou o corpo que foi encaminhado ao Instituto Médico Legal – IML para enxame cadavérico.

Segundo informações de familiares de Francélio, ele era dependente químico e estaria enfrentando problemas de depressão por ter se envolvido em um furto de um aparelho celular, motivo pelo qual foi expulso de casa.

A vítima subiu 32 metros de altura e se enfocou com o cinto da calça.

Fonte: Ecos da Notícia

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

bragaA conversa de 13 horas, número da sorte, entre o governador Eduardo Braga, chamado de Bocão pelos serviçais e desafetos, e o prefeito Amazonino Mendes, o Negão, também conhecido por Mau Menino, pelas traquinagens que costuma aplicar na burra da viúva, aos poucos vem à tona e confirma a intimidade histórica entre dois antigos parceiros, criador e criatura, que retomam paulatinamente uma cumplicidade que promete. Não exatamente por uma opção afetiva nem precisamente por uma retribuição e agradecimento pela sucessão do mandato celebrada em 2002. A retomada dos acordos entre Bocão e Mazoca passa pela concordância estratégica e consciência da sobrevivência política de que é preciso evitar a ascensão de Alfredo Buchada Nascimento de bode, cuja sede de assumir a liderança política regional é mais lancinante que a procura por água de um retirante nordestino. O receio de que Omar não emplaque sua sucessão tem feito Eduardo cogitar na intimidade de seus pauzinhos a mexida política na direção do Negão.

Prestígio e pecúnia

A comunhão de prosas, palpites, análises e propósitos não se deu apenas nessa viagem sem razão de ser dos dois velhos parceiros a Copenhague, para discutir o clima. Afinal, a reunião era para chefes de Estado, ou seja, dirigentes de países. Eduardo e Amazonino foram debater o clima eleitoral dos próximos anos, pleitos e refregas eleitorais. E a viagem de volta na mesma catraia não se deu ao acaso. Já faz tempo que ambos compartilham sentimentos e pressentimentos políticos à vista dos desdobramentos eleitorais e futebolísticos que a Copa do Mundo em Manaus já mobiliza. Resta saber quem ocupará a função de prefeito e governador e tudo o que isso significa  em termos de prestígio e pecúnia que rolarão como conseqüência natural da empreitada.

Treino e jogo

Na entrevista concedida às vésperas do Natal ao jornal A Crítica, o governador elogiou Amazonino, dizendo que ele conhece o Estado como poucos, e que tem experiência para esbanjar. Fez menção indireta ao atraso e desatualização que o Negão representa mas consertou em seguida dizendo que o prefeito poderia embarcar na canoa da modernidade se montasse uma equipe com essas condições e requisitos. Ao dizer que não  há posição radical de dizer que não é possível uma aliança, Braga reafirmou a elevada taxa dessa probabilidade. Ao dizer que no treino ele pode até ser o Ronaldo gorducho para jogar na seleção e que na hora do jogo pra valer vai mandar buscar o Luís Fabiano, em forma, sequinho, correndo a 200 Km por hora para ganhar a Copa América e a Copa do Mundo, Eduardo, com certeza, se referiu aos 42% dos votos de Amazonino na pesquisa eleitoral.

Leal e companheiro

Até agora estamos treinando, medindo, avaliando e  conversando com o povo. É muito provável que a referência seja diretamente para Omar  Aziz, que, segundo ele, é um companheiro leal, e conhece o governo por dentro. Eduardo reconheceu que Omar ajudou a construir os acertos e avanços do atual governo. E disse que não vai pedir a Omar que não concorra, embora não esconda de ninguém que a derrota e a exclusão do segundo turno das eleições em 2008 o deixou razoavelmente preocupado. Consta, a propósito, que muitos amigos comuns já procuraram Omar, sem assumir a condição de emissários, é claro, tentando dissuadir sua disposição de concorrer ao governo.

Fonte: Maskate

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativa

tragédiaA tragédia aconteceu por volta das 17h30 quando dois jovens em dois veículos participavam de um “racha” na Travessa da Serra, bairro Tropical.

O jovem Wervin de Oliveira Lopes, 26 anos, dirigia o veículo Gol, placas HFS 5334, da cidade de Porto Velho-RO quando bateu no veículo Voyage, placas Alan Francisco do Carmo Silva, 19 anos, em seguida colidiu contra um poste de energia elétrica explodiu e Wervin morreu carbonizado dentro do veículo.

Segundo informações de testemunhas os jovens faziam manobras perigosas (cavalo de pau) quando os veículos bateram de frente e lateral ficando destruídos, o Gol bateu no poste e explodiu.

Após o acidente Alan Francisco que sofreu leves escoriações saiu do caro retirou o som e se evadiu, sem olhar o que havia acontecido com o amigo.

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência a– SAMU foram chamados para atender a ocorrência.

Quando o grupamento de combate a incêndio o Corpo de Bombeiros, as chamas ainda estavam altas, eles foram informados que uma pessoa estava dentro do veículo, mas quando conseguiram debelar o incêndio já não havia mais vida.

Moradores do bairro contaram que os “rachas” são freqüentes naquela rua e que acidentes com vítimas fatais já foram registrados.

Fonte: Ecos da Notícia

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015