Boca do Acre

Atualidades

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O deputado Adjuto Afonso (PDT) esteve na manhã desta quarta-feira, 21, na sede da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), acompanhando o prefeito de Lábrea (852 km), Gean Barros, para tratar de assuntos de interesse do município direcionados ao setor primário. Eles foram recebidos pelo titular da pasta, José Aparecido dos Santos, que reafirmou as ações do governo, que está priorizando o interior do Estado na gestão.

O parlamentar, que defende uma alternativa de renda para o interior do Amazonas, pontuou algumas dificuldades que afetam os produtores, como por exemplo, infraestrutura para escoamento da produção, assim como a necessidade de identificar o potencial de cada região. "Precisamos de alternativas econômicas para o Estado que passem pelo interior. Hoje dependemos especificamente da Zona Franca, temos a necessidade de fazer um zoneamento econômico para identificar as potencialidades dos municípios, como agricultura, minério e muitos outros produtos que podem ser incentivados. Temos que aproveitar a visão experiente do governador Amazonino e explorar alternativas", disse o deputado Adjuto Afonso.

O prefeito de Lábrea, Gean Barros, que está na capital pleiteando benefícios para o município, apontou as potencialidades e necessidades do setor primário. “De acordo com o último senso agropecuário, Lábrea tem o maior rebanho do Estado, e por isso temos muitas demandas. Penso que uma maneira de resolver é fazer levantamento de microrregiões, dar estrutura e fazer parcerias com a iniciativa privada. Nós estamos abertos a firmar parceria com a Sepror”, ressaltou o gestor na reunião.

O titular da pasta, José Aparecido dos Santos, destacou as ações do governo do Estado, que está priorizando o interior, como por exemplo, a distribuição de sementes e insumos e a realização de concurso público. Ele também afirmou que faz parte do planejamento da Sepror fazer um levantamento de potencialidades produtivas no Estado para investir recursos de acordo com o potencial de cada região. “Vamos chamar os prefeitos, fazer um zoneamento e um planejamento pra ver a vocação de cada um. Temos condições de produzir tudo o que consumimos aqui”, afirmou o secretário.

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O Documento Nacional de Identidade (DNI) passará a valer em todo território nacional a partir de julho.


Sancionado pelo presidente Michel Temer no último dia 5 de fevereiro, o documento irá agregar o título de eleitor, CPF e certidões de nascimento e de casamento e será exibido na tela do celular.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no primeiro momento, cerca de dois mil servidores do TSE e do Ministério do Planejamento poderão fazer download do aplicativo do DNI que, posteriormente, será ampliado para uso dos demais servidores da Justiça Eleitoral e gradativamente para a população.

Somente poderá baixar o aplicativo e ter acesso digital ao DNI quem já fez o cadastramento biométrico na Justiça Eleitoral. Com informações DOL.

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Também foi anunciado o envio de ambulâncias, veículos e embarcações a 21 municípios, além de repasses para obras e pagamento de alimentação a servidores da Saúde

O governador Amazonino Mendes anunciou nesta terça-feira (6), em Manaus, um pacote de R$ 125,5 milhões em ações de saúde no interior do Estado, com destaque para o combate à malária em 21 municípios. São ambulâncias, veículos e embarcações, além de repasses de recursos e investimentos para obras e o pagamento de ticket alimentação aos servidores da Saúde da capital e do interior.

O anúncio foi feito no Centro de Convenções Vasco Vasques, na avenida Constantino Nery, bairro Flores, na Zona Centro-Sul da capital. Segundo o governador, o pacote de investimentos reforça o trabalho de reconstrução do sistema estadual de saúde que vem sendo conduzido pela gestão dele desde outubro do ano passado. “A entrega desses equipamentos soma-se a outras ações implementadas pela atual administração da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), no sentido de conter o avanço dos casos de malária, que cresceram ano passado, no Amazonas”, disse.

As embarcações e veículos entregues serão usados no combate à malária em 21 municípios, de acordo com o secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato. Ele explicou que as aquisições são referentes a uma parceria firmada com o Ministério da Saúde (MS) para o Programa de Controle da Malária e de Dengue. “A ação de combate a malária é apenas uma desse conjunto de ações que nós chamamos de primeira etapa no ano de 2018”, disse.

O reforço na logística de transportes, segundo o diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Bernardino Albuquerque, é fundamental para os municípios. “Considerando as características geográficas da nossa região, essa entrega de veículos aos municípios é fundamental para o sucesso no controle da malária. Há municípios onde as equipes de saúde e os agentes de endemias têm dificuldades de chegar. A entrega de embarcações também irá melhorar o acesso das equipes em regiões remotas, assim como as motocicletas e as picapes”, ressaltou.

Barcos e ambulâncias

Em queda desde 2005, quando foram registrados 226.413 casos de malária no Amazonas, a doença voltou a crescer em 2017, com 77.619 casos notificados, um aumento de 58% em relação a 2016, quando foram notificados 49.137 casos.

Para controlar a malária, o Governo do Amazonas anunciou a entrega de cinco embarcações de nove metros com motor de popa de 150HP, 19 embarcações de seis metros com motor de 40HP, além de 15 veículos tipo picapes e 19 motocicletas, correspondendo ao valor total de R$ 3,2 milhões.

Conforme o governador Amazonino Mendes, a parceria com o Ministério da Saúde também está focada na erradicação do tipo falcíparum da malária, considerado o de maior gravidade, apesar de ser menos incidente.

Dentro do pacote de intervenções anunciadas está a entrega de 78 ambulâncias para renovação de pacientes no interior. As ambulâncias, em processo de compra, representam um investimento de R$ 136 milhões. São 55 ambulâncias de suporte básico e 23 de suporte avançado, as UTI móveis.

Aporte de R$ 125,5 milhões

Quantos aos recursos, Amazonino Mendes ressaltou que os municípios vão receber aporte de R$ 60 milhões repassados do Fundo Estadual de Saúde e também anunciou a liberação de cerca de R$ 6,1 milhões para a conclusão de obras que estavam paradas, com nova previsão de entrega ainda neste semestre. Entre elas, a UPA de Itacoatiara, Hospital do Careiro Castanho e o SPA do Distrito de Santo Antônio do Matupi, em Manicoré. Além disso, o governo informou que vai repassar mais R$ 8,3 milhões para reforma do Hospital de Manacapuru.

Quanto aos servidores da saúde, o governador Amazonino Mendes anunciou que o ticket alimentação, no valor de R$ 220, vai ser pago a partir deste mês a todos os servidores da capital e interior, e não somente àqueles que já recebiam o recurso, cortado em 2016.

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015