Colunas

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A mansidão e domínio próprio é uma virtude essencial a quem busca a fé verdadeira.

gilmar
FOTO: GILMAR

Qual a verdade oculta na Fé amplamente falada e buscada por todos nós? Melhor ainda, a de Davi em um dos seus belíssimos Salmos que enaltece a Fé Inabalável. Paulo em sua Epístola ao povo de Éfeso diz que a Fé é um Dom de Deus e que por ela seremos salvos. Vamos dizer que a confiança seja a base ou princípio da fé para alcançar determinado objetivo ou milagres, seja na área da saúde, social e financeira. Uma coisa é certa, sem a confiança nenhuma criatura poderia viver neste mundo.

E agora vamos refletir: Paulo afirma que Fé é um Dom de Deus. Pergunta-se, posso desenvolver a Fé inabalável de Davi, dentro de meu coração? A resposta, é sim. Não só podemos, como é nossa obrigação alcançar a fé, pois por ela seremos salvos. A Fé jamais poderá ser dada ou compartilhada, e ao contrário de que muitos pensam ela também não é privilégio de dogmas religiosos.

E por que seremos salvos pela fé? Observe que para desenvolver a Fé interior e inabalável teremos que desenvolver em nós outras virtudes que inevitavelmente desencadearam o conhecimento da verdade. Cristo disse: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

A fé faz morada em nossa consciência tranquila e deve ser iluminada pela sabedoria, em consonância com o amor. Uma pessoa instável emocionalmente, logicamente é uma pessoa desprovida de fé. Já que os que confiam no Senhor serão como o Monte Sião (Salmo 125). Você já viu algum monte sair de um lugar para outro por causa de um mau tempo?

A Fé será fortalecida em nós pelos valores espirituais angariados pela prática constante dos ensinamentos. Vigiai e orai. Vigiai constantemente seus pensamentos e sentimentos para que não saia do caminho da Luz. E orai pelo sentimento da gratidão a tudo que o Pai lhe conferir. Se for dificuldades, agradeça, pois são os melhores momento de aprendizado e elevação espiritual. Se for bonança, agradeça e desfrute do momento.

A mansidão e domínio próprio é uma virtude essencial a quem busca a fé verdadeira. Para isso se faz necessário que todo falar seja observado pela consciência de modo que as palavras sejam mansas e agradáveis aos olhos e ouvidos do Pai e a quem ora nos ouve. Não digo para cedermos ou concordarmos com caprichos e desejos dos outros, não é isso, é algo muito maior. Osho diz que “Se não tiver a capacidade de dizer não, o seu sim não significa nada”. Ser uma pessoa agradável ou boa não irá nos tornar fantoches.

A prática do amor verdadeiro, aquele que não busca benefícios próprios é fundamental em nossas vidas, principalmente para os buscadores da verdade. Sempre que possível, ao longo do dia lembra-te de observar para onde estará apontando seu Amor. Veja se ele está indicando o perdão daquele que lhe feriu ou tentou ludibriar-lhe.Isto se faz necessário para que a Fé nos permita uma vivência de paz interior com nossa consciência.

E agora, por último e não menos importante, acreditar em nós mesmo. Todos nós somos capazes. Deus nos criou iguais e com as mesmas faculdades mentais, agora cabe a cada um de nós deixar o comodismo e usá-las em nosso benefício. Muito cuidado, pois muitas pessoas acreditam tanto em si mesma que acabam atrofiando a razão e por isso a Fé deve ser iluminada pela sabedoria e fortalecida no amor.

E nesta jornada de fé e milagres, acreditando no invisível e imensurável Pai da verdade o autoconhecimento é fundamental. Nos dará segurança, confiança e sabedoria para chegarmos ao nosso destino final. O autoconhecimento nos permite conhecer nosso universo interno e descobrir verdades ocultas da fé inabalável.

Fico por aqui e desejo paz e saúde a todos.

Textos relacionados

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
gilmar peron
FOTO: GILMAR

Percebo que muitas pessoas se questionam a respeito da prática do bem. Será que este questionamento tem fundamento? Não seria apenas uma forma de justificar sua mesquinharia? Outros chegam ao extremo de reconhecer seu egoísmo interior exaltando suas loucuras de ódio, perseguição e vingança como sendo uma qualidade positiva e comum. Fazer o bem sem olhar a quem, e fazer o bem sem esperar nada em troca, estas são uma das maiores virtudes de um ser humano em pró da humanidade. Semear é muito fácil, mas a colheita é bastante dolorosa, por isso procure despejar em seu jardim sementes do amor e do perdão pois certamente a colheita será saborosa e agradável aos olhos do Supremo.

A vida aqui na terra tem se tornado muito difícil, desafiadora, cheia de pedras e encalços. A prova do que falo seria a forma de cumprimento das pessoas no dia a dia, vejamos: “Olá, como vai?” a resposta, “na luta” ou do tipo “batalhando meu irmão”. Perceba que para alguns, após tantas dificuldades, a vida realmente ganhou uma dimensão de luta e batalha intensa. Esta é a sensação quando se levanta pela manhã para sair ao trabalho, de realmente ir para um campo de guerra. E quanto mais imaginar a vida difícil, mais ela se tornará difícil. Ponto primordial para a falta de altruísmo, pois achamos que aquilo que ganhamos com tanta dificuldade, e ora compartilhamos fará falta mais tarde.

Grandes mentes e sábios da história da humanidade já tinham conhecimento de que o universo não funciona pela competição, mas pelo compartilhamento mútuo entre pensamentos e ações. Inclusive Jesus Cristo baseou todo seu ensinamento na prática do amor.

As travas que mantém a porta de acesso ao altruísmo fechada chamam-se: ‘Dificuldade’ e ‘Medo’. O medo é apenas poeira que tomou forma em nosso campo mental, obstáculo a ser vencido com nossa capacidade de discernimento rumo ao amor infinito. E quanto à dificuldade, a mesma será superada com a gratidão. Pois a gratidão é o sentimento dos nobres, mola propulsora para a abundância. Dentre as Leis Universais, a terceira, que é a “Lei da Permissão”, diz que: Permitimos receber aquilo que desejamos.

Analisamos agora a necessidade de manter a higiene mental como forma de estar sempre disponível e grato a vida e com nosso motor de desejo direcionado ao bem. Pois sempre estamos condicionado aos problemas do passado, aquele espertinho que usou e abusou de sua bondade e por isso acha que não mais vale a pena ser bom. Mas uma prática espiritual muito forte é permitir que as coisas aconteçam, inclusive a dos espertinhos acharem que estão tirando proveito de sua bondade. Isso é muito gostoso de se praticar, não poderemos estar julgando e muito menos gerando pensamentos nocivos ou negativos para com aquele que ora está lhe tirando vantagens, e que você estará permitindo conscientemente. Fique tranquilo, você saberá a hora de agir e dizer um “basta” se assim for necessário. Pois a permissão por si já é um ato de bondade.

A harmonia mental, aliada aos pensamentos retos vai aos poucos transformar sua vida. Proporcionando paz, saúde e felicidade. De modo que compartilhe somente coisas boas. Para isso é imprescindível vigiar os pensamentos, pois não temos este hábito. Na verdade não pensamos. Pois é uma afirmação muito enganosa dizer “eu penso”, na verdade o pensamento acontece dentro de você como a digestão em seu estômago e o sangue circula pelas veias. Imagine agora o quanto de obstáculos você cria a partir de pensamentos negativos ao longo do dia, do tipo: “Eu não consigo”, “Fulano vai se ver comigo”, “Vou me vingar”, “Não posso”, sem mencionar pensamento de cobiça, inveja e de frustração, que mais tarde vão se refletir como doenças físicas ou mentais. Por isso vigiai e orai. Toda prática espiritual se baseia na observação interior, pensamentos e sentimentos.

Percebemos que o bem sempre valerá a pena. Nunca desista de ser uma pessoa boa. Sua essência é o amor. Veja o que diz Will Smith “Se você não está fazendo da vida de alguém algo melhor, você está desperdiçando o seu tempo. Sua vida será melhor quando você fazer da vida de outras pessoas algo melhor”.

Fico por aqui e desejo paz e saúde a todos.

Artigos relacionados

Curta nossa página no Facebook

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
GILMAR
FOTO: GILMAR

Brigas e desentendimentos entre famílias se tornaram tão comum e rotineiro na vida das pessoas que falar sobre paz, harmonia e felicidade poderá dar tonalidade utópica ao texto ou até mesmo anedota. Convido a vós agora questionar, por que o amor de outrora pode ganhar dimensões de ódio e frustração? Exemplo: Aquele casal apaixonado que até pouco tempo fazia juras de amor, e agora passaram a se odiar? O desentendimento entre pais e filhos também pode ser dados como exemplo, você diz que ama seu filho(a), mas de repente pode ter por ele um sentimento de decepção que mais tarde poderá se transformar em ódio. Pergunto agora, cadê o amor? Posso afiançar que isto não é o verdadeiro amor, esta é mais uma ramificação do amor egoísta que não tem suas bases assentadas na compreensão do amor verdadeiro.

O amor verdadeiro jamais poderá ser tingido pela imperfeição e negativismo do ódio. Ele é imaculado,  puro e claro como a água de um riacho que percorre as belas montanhas do campo em um dia ensolarado, que revelam a parte mais profunda do seu leito profundo. Por isso, devemos agora desenvolver em nós a forma pura de amar, aquela que nasce da bondade interior, que não fere, não julga, é incapaz de criar expectativas em relação a outra pessoa.

Esta forma de amor puro não se aplica apenas nos relacionamentos amorosos, mas em qualquer circunstância da vida que estejamos nos relacionando.

As pessoas quando buscam um parceiro(a) estão na verdade buscando alguém para satisfazer seus desejos e caprichos, criando expectativas que mais tarde se tornará frustração, ou sentimentos contrariados. Podemos observar que antes do casamento tudo é perfeito. Após a concretização do ajuntamento, assinatura do contrato, tudo se transforma, tudo muda, os sonhos de morar juntos e construir um lar feliz, cai em derrocadas, podendo se tornar um pesadelo na vida de ambos, criando a uma verdadeira zona de batalha.

A vida a dois pode tornar-se algo muito desafiador, um verdadeiro desafio como muitos pregam e acreditam. Pois esta forma desafiadora de amar não é o amor puro e verdadeiro, na verdade se trata de um amor obsessivo. Pois não há compreensão do verdadeiro amor, aquele que desabrocha do nosso mais profundo Ser e gratidão pela vida.

Acredito que antes de qualquer relacionamento ou casamento é necessário nos conhecer, aprender a relacionar-se consigo mesmo é urgente. Ter um relacionamento de amor interior é imprescindível para uma vida de sucesso em qualquer área pretendida. Amar-se primeiramente, para depois amar o outro é sabedoria. Como você vai dar algo que nem ao menos tem? Para dar algo a alguém, primeiramente é preciso possuir este algo.

O amor não pode ser comprado e nem dado, o amor pode somente ser compartilhado. O amor é como um vulcão que entra em erupção, um verdadeiro transbordamento de felicidade advindo do Espírito. E para compartilhar é preciso ter a consciência da divindade (espírito) que habita nosso templo (corpo físico). Afinal somos templo e morada do espírito. Assim como nós, o outro também possui em essência as mesmas qualidades e atributos, por isso merecedor de nosso total atenção e amor. Dentro do Cristianismo é ensinado que devemos amar o próximo como a nós mesmo.

Jamais encontraremos a felicidade fora de nós, muito menos nas mãos de outra pessoa. Enquanto acreditarmos que a felicidade e o amor é um resultado externo a nós, continuaremos cometendo os mesmo erros, e infligindo sofrimento a nós e as pessoas que nos cercam.

Sou partidário e acredito numa vida de beleza e harmonia entre os seres humanos, mediante ao respeito e compreensão, duas colunas fundamentais que alicerçam o Amor Verdadeiro. Respeitar cada escolha da outra parte, é um dever nosso. Não temos o direito de prender/escravizar ninguém, todos nascemos para sermos livres.

Osho é muito preciso quando diz “O amor não é um relacionamento entre duas pessoas. É um estado de espírito dentro de si mesmo”.

Fico por aqui e desejo paz e saúde a todos.

Artigos relacionados

Curta nossa página no Facebook

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015